PF deflagra Operação Valeta para combater fraude bilionária do “Faraó dos Bitcoins”

Terceira fase buscou prender mais um suspeito.

Glaidson Acácio dos Santos, o autoalegado Faraó dos Bitcoins
Glaidson Acácio dos Santos, o autoalegado Faraó dos Bitcoins /Reprodução

A PF deflagrou a Operação Valeta, terceira fase da “Operação Kryptos” que mira as atividades da GAS Consultoria, empresa do “Faraó dos Bitcoins”. Acusada de operar um esquema de fraude financeira com promessas de rendimentos fixos com criptomoedas, a ação desmantelou as atividades do golpe, ainda sob investigação.

Depois de 16 dias da primeira, a PF e Receita Federal deflagraram a segunda fase da operação contra a pirâmide que usava a imagem do Bitcoin. Vale lembrar que várias prisões foram feitas nessas situações, além da apreensão de documentos que ajudaram a comprovar o funcionamento da empresa.

PF deflagra Operação Valeta, terceira fase da Operação Kryptos, mirando empresa do “Faraó dos Bitcoins”

A Polícia Federal, em operação conjunta com o Gaeco/MPF, deflagrou na manhã desta quinta-feira (3) a Operação Valeta. Esse nome foi dado em referência a capital da ilha de Malta, segundo a PF.

Cerca de 20 policiais federais cumpriram um mandado de prisão preventiva e mais cinco mandados de busca e apreensão. Expedidos pela 3.ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro após investigações da Polícia e Ministério Público Federal, esses novos mandados foram cumpridos nos estados do Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Vale lembrar que a primeira fase mirou apenas suspeitos no Rio de Janeiro, visto que a sede da GAS Consultoria era em Cabo Frio. Nesta fase, contudo, nenhum suspeito do estado foi procurado.

As investigações levaram as autoridades até uma advogada responsável pela administração de empresas sediadas em Campo Grande (MS). Ela é apontada como fundamental para a continuação do golpe e intermediava operações da GAS e empresas offshores no exterior.

Segundo a PF, quando a prisão do “Faraó dos Bitcoins” ocorreu, a atividade de intermediação da advogada foi intensificada.

“Conforme foi apurado, a conduta da investigada possibilitou a continuidade das atividades ilícitas desenvolvidas pela referida empresa, mesmo após a deflagração da primeira fase da operação. Também foi constatado que essa atividade de intermediação das movimentações financeiras ilícitas se intensificou após a deflagração da citada operação, em agosto de 2021.”

GAS criou corretora de criptomoedas usando terceiros

Esse braço da GAS Consultoria que atuava do MS é um possível braço da organização criminosa, que criou uma corretora de criptomoedas.

Para as autoridades, a criação dessa corretora foi feita com “o intuito de obstar a ação de bloqueio e posterior confisco dos valores movimentados pelo esquema criminoso, por parte dos órgãos da persecução penal“.

Sob investigação, os alvos da terceira fase da Operação Kryptos deverão responder pelos crimes de emissão ilegal de valores mobiliários, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Caso sejam condenados, poderão enfrentar penas de até 22 anos de reclusão.

Operação já era esperada, diz advogado especialista em crimes envolvendo criptomoedas e que representa clientes que ingressaram na justiça contra a GAS

Em conversa com o Livecoins, o advogado especialista em crimes envolvendo criptomoedas, Artêmio Picanço, lembrou que essa já era esperada. Segundo ele, assim como na Operação Egypto, contra a Indeal, essa prática foi vista pela PF, assim como na Operação Daemon e a própria Lava Jato.

“A 3.ª. fase da Operação Kryptos já era esperada, assim como aconteceu na Lava jato, Operação Egypto (Caso Indeal) e Operação Daemon (Caso GBB – Grupo Bitcoin Banco), vez que ainda está em curso e visa trazer mais elementos para a instrução dos Autos penais.

Com esta fase, é esperado a existência de novos elementos e novas apreensões que facilitarão a nossa atuação como advogado dos clientes. Tal situação é muito importante, pois a partir daí poderemos solicitar a reserva de valores dos autos penais, o que já vem sendo conseguido, corriqueiramente, por nós.”

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias