“Melhor que o Bitcoin?” Pix pode ser paralisado com greve dos bancários

O Pix é um dos sistemas criados pelo Banco Central para "melhorar" a taxa de transferência entre bancos, com mais velocidade e "sem taxas", citado pelo presidente do Banco Central como uma resposta do governo ao Bitcoin.

Tela do celular com logotipo PIX e criptomoedas Bitcoin
Tela do celular com logotipo PIX e criptomoedas Bitcoin

O sistema PIX vem sendo “colocado à prova” em meio a uma greve geral de servidores bancários que estão ameaçando bloquear o funcionamento do sistema de transferências do Banco Central.

O Sindicato Nacional de Funcionários do Banco Central (Sinal) reforçou o início da greve da categoria para a sexta-feira, 1º de abril. Enquanto a ameaça é de uma greve parcial, o movimento pode ser mais severo, conforme o alerta dos membros do Sinal.

Um dos agravantes ressaltados pelo grupo é que se o governo não aumentar o salário dos servidores do BC, o Pix pode ser paralisado. Os servidores do órgão querem aumento de 26,6%. A remuneração anual de um analista do BC é de R$ 341,1 mil, cerca de R$ 26,2 mil mensais.

Greve de servidores do BC

De acordo com o Sinal, se a greve for mais grave do que o anunciado até o momento, ela poderia até mesmo interromper, total ou parcialmente, a distribuição de cédulas e moedas, das operações de mercado aberto, a divulgação do Boletim Focus, o funcionamento do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), e também o sistema de transferências financeiras instantâneas Pix.

“Há um alto risco de ser publicada, até 2/4/2022, a Medida Provisória com o reajuste dos Policiais Federais. Se os Técnicos e Analistas do BC não estiverem nessa Medida Provisória, a greve será ainda mais forte e poderá interromper, total ou parcialmente, o Pix, a distribuição de moedas e cédulas, a divulgação do boletim Focus e de diversas Taxas, o funcionamento do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), a mesa de operações do Demab e outras atividades”, disse o presidente do Sinal, Fábio Faiad, em nota.

Melhor que o Bitcoin

O Pix é um dos sistemas criados pelo Banco Central para “melhorar” a taxa de transferência entre bancos, com mais velocidade e “sem taxas”, citado pelo presidente do Banco Central como uma resposta do governo ao Bitcoin.

O fato é que o Pix é apenas um sistema do Banco Central, que como está no próprio nome, é totalmente centralizado. Isso quer dizer que o sistema pode parar, como estamos vendo ser ameaçado a acontecer no final desta semana.

Já o Bitcoin, por ser descentralizado, não pode sofrer do mesmo problema, a não ser que alguém conseguisse controlar a rede.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias