Plataforma de criptomoedas perde R$ 109 milhões em hack e suspende saques

A Alphapo, que processa pagamentos para sites de jogos de azar, suspendeu saques após o incidente, com os usuários agora impossibilitados de retirar fundos de uma série de sites.

Uma plataforma de pagamentos com criptomoedas que fornece serviços para sites de apostas, como HypeDrop e Bovada, teve suas carteiras drenadas por um hacker e perdeu pelo menos US$ 23 milhões.

A Alphapo, que processa pagamentos para sites de jogos de azar, suspendeu saques após o incidente, com os usuários agora impossibilitados de retirar fundos de uma série de sites.

De acordo com o analista de segurança de criptomoedas ZachXBT, pelo menos 23 milhões de dólares em Bitcoin, Ethereum e TRON foram roubados das carteiras da empresa. A soma convertida em reais chega a R$ 109 milhões.

A empresa de segurança PeckShield também relatou o caso e informou que os fundos roubados incluem 6,074 milhões de USDT, 108.000 USDC, 100,2 milhões de FTN, 430 mil TFL, 2,5 mil ETH e 1.700 DAI.

De acordo com a empresa, logo após o hack, o atacante trocou todas as stablecoins por  Ethereum e posteriormente por Bitcoin por uma ponte cross-chain, uma tentativa de dificultar o rastreio dos ativos.

Saques bloqueados

A Alphapo disse que está tentando investigar o hack e que os usuários podem enfrentar “desafios” para retirar fundos dos sites que usam sua plataforma.

Como acontece em casos assim, usuários mostraram desespero nas redes sociais, com alguns afirmando que um dos donos da plataforma administra vários cassinos online ilegais.

Segundo o mesmo usuário, a plataforma começou a dificultar saques nos últimos dias exigindo processo de KYC (conheça seu cliente), mas que a verificação de identidade nunca é aprovada.

Outro usuário atacou a postura da HypeDrop em seus sites de apostas CSGO, que permite apenas que influenciadores e fornecedores de skins realizem saques, enquanto outros usuários podem apenas depositar.

O HypeDrop, um dos sites que utilizam a plataforma da Alphapo, anunciou que desativou saques, mas que está trabalhando em uma solução para o problema.

“Nosso provedor está atualmente trabalhando para resolver alguns problemas recentes da parte deles; eles estão enfrentando problemas especificamente relacionados a saques de BTC, ETH e TRX, bem como depósitos de ETH e TRX”, disse a empresa.

O ataque da Alphapo é o mais recente de pelo menos 8 só no mês de julho. Na sexta-feira (21), conforme relatado pelo Livecoins, a Conic Finance também foi vítima de um ataque que resultou na perda de R$ 15 milhões em criptomoedas.

De acordo com estimativas recentes, somente no segundo trimestre deste ano houve perdas de mais de US$ 205 milhões devido a hacks e golpes em plataformas de criptomoedas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias