Polícia apreende R$15 milhões em bitcoin de adolescente

O criminoso confessou o seu crime e foi condenado a cumprir uma ordem de reabilitação para jovens. Segundo autoridades, sua pena teria sido bem pior caso fosse um adulto.

Cartão com nome de Satoshi Nakamoto e Bitcoin
Cartão com nome de Satoshi Nakamoto e Bitcoin

Um adolescente de 17 anos foi acusado de fraude e lavagem de dinheiro após investigação da polícia. O caso que envolveu um montante equivalente a 15 milhões de reais em criptomoedas aconteceu no Reino Unido e o jovem foi sentenciado nesta terça-feira, 26 de outubro.

O jovem operou um site falso por mais de um ano e neste período conseguiu acumular milhões ao roubar informações das vítimas, incluindo cartões de créditos e outros tipos de contas financeiras.

Mesmo com um maior anonimato fornecido pelas criptomoedas, os criminosos deixam pistas que geralmente são encontradas pelos investigadores que acabam reavendo o dinheiro e prendendo os golpistas graças a preparação dos mesmos.

R$1 milhão por mês

Seguido por denuncias e investigações de inteligência, o jovem de 17 anos foi detido no mês passado, dia 14 de agosto, por envolvimento em fraudes com cartões de crédito e roubo de informações pessoais ao aplicar um golpe de 6 mil libras, 45.000 reais, usados para comprar Bitcoin.

Em abril de 2020, o jovem criminoso havia criado um site falso que imitava uma loja de cartões presentes e durante este período superior a um ano, ele conseguiu enganar diversas pessoas.

Segundo informações do Decrypt, a investigação encontrou de 48 BTC e outras criptomoedas que somadas representam um valor de 15 milhões de reais, que mais tarde foram aprendidas. Além disso, havia mais de 12.000 números de cartões de crédito em seu computador, além de detalhes de 197 contas do PayPal.

Os investigadores do caso afirmaram que se tratava de um esquema sofisticado de fraude, sendo necessário a cooperação entre diversas agências, como uma unidade de crimes cibernéticos, para concluir o caso.

“Este caso também mostrou que estamos preparados e somos capazes de nos adaptar à natureza complexa e em constante mudança dos crimes cibernéticos.”

O criminoso confessou o seu crime e foi condenado a cumprir uma ordem de reabilitação para jovens. Segundo autoridades, sua pena teria sido bem pior caso fosse um adulto.

O crime não compensa

Embora o anonimato das criptomoedas atraia a atenção de criminosos, eles sempre acabam sendo pegos. Como relatado neste caso, o uso de exchanges para comprar criptomoedas pode ter sido um dos motivos que levaram a polícia a prender o jovem.

Além disso, o caminho contrário, quando os criminosos precisam vender suas criptomoedas, também deixa muitos rastros. O que mais chama a atenção aqui é a quantidade de pessoas que caíram em um golpe de site falso, entregando acesso a seus cartões para o criminoso.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias