Polícia Civil de Goiás apreende equipamentos de fraude pela internet

Agentes apreenderam material para análise dos crimes.

Viatura da Polícia Civil de Goiás durante operação
Viatura da Polícia Civil de Goiás durante operação /Reprodução

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO) fez uma operação contra suspeitos de praticar uma fraude pela internet, apreendendo uma série de equipamentos eletrônicos.

As investigações do suposto golpe estavam a cargo da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), que apurou o esquema.

Agente da PC-GO em operação contra suspeitos de fraude pela internet
Agente da PC-GO em operação contra suspeitos de fraude pela internet /Crédito: PC-GO

Nos últimos dias, a polícia civil de Goiás já havia feito outra operação para desmantelar uma pirâmide que estaria utilizando a imagem das criptomoedas para captar investimentos com pessoas. Aquela ação ocorrida na região metropolitana de Goiânia, em Bela Vista de Goiás, acabou sendo a primeira a ter criptomoedas apreendidas pelo órgão policial.

Polícia Civil de Goiás apreende equipamentos de fraude pela internet envolvida com criptomoedas

Poucos dias após a primeira apreensão de criptomoedas feita por policiais do Estado de Goiás, uma nova operação poderá resultar em uma nova captura desses ativos digitais.

Isso porque, a Dercc cumpriu na última terça-feira (14) uma operação para combater fraudes eletrônicas praticadas via internet. Um mandado de busca e apreensão foi cumprido na cidade de Paraúna, município de cerca de 10 mil habitantes do qual se suspeita que era feita a atuação do grupo criminoso.

A fraude apurada pela PC-GO consistia na venda e compra de credenciais de cartões de crédito de terceiros, edição de cartões falsos e intrusões em contas de plataformas de e-commerce.

Polícia Civil de Goiás apreendeu aparelhos eletrônicos em operação contra suspeitos de fraude pela internet
Polícia Civil de Goiás apreendeu aparelhos eletrônicos em operação contra suspeitos de fraude pela internet /Crédito: PC-GO

Segundo nota das investigações da autoridade policial, a maior parte dos produtos adquiridos de forma fraudulenta era então investida na compra de criptomoedas. Os agentes acreditam que o grupo fazia este movimento para dificultar o rastreamento de valores.

Vários equipamentos eletrônicos que eram utilizados para a finalidade de se cometer fraude pela internet foram apreendidos pela Polícia Civil durante a operação. Além disso, suspeitos que estavam no local foram ouvidos e outras provas mais colhidas.

O próximo passo da investigação será a análise de todo o material apreendido, que deverá esclarecer as circunstâncias da atuação do grupo, assim como identificar demais envolvidos com as fraudes.

A PC-GO não informou se algum dispositivo de criptomoedas foi apreendido durante a ação policial, mas a expectativa é que valores sejam identificados. Caso isso aconteça, será a segunda vez que essa autoridade policial faz a apreensão naquele estado de criptomoedas, coincidentemente pela segunda vez em menos de 30 dias.

Não foi revelado ainda se houve a prisão de algum integrante do grupo e quantos são os suspeitos de participar dessa organização. Vale lembrar que a Lei do Bitcoin que tramita no Congresso Nacional deverá aumentar em 1/3 a pena para quem comete crimes com criptomoedas no país, caso seja aprovada.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias