Polícia Civil lança cartilha sobre criptomoedas

Alerta para prevenção de golpes com as moedas digitais.

Delegada de Polícia Civil fala sobre golpes com criptomoedas e como prevenir
Delegada de Polícia Civil fala sobre golpes com criptomoedas e como prevenir /Reprodução

A Polícia Civil de Minas Gerais lançou uma cartilha sobre criptomoedas no Dia do Consumidor, comemorado nesta terça-feira (15) em todo o Brasil, alertando para os golpes no setor.

Como é um setor novo e inexplorado pela maior parte da população brasileira, usar criptomoedas para atrair a atenção de vítimas para golpes financeiros se tornou comum nos últimos anos. E esses golpes são investigados em delegacias de polícia civil dos estados.

Vale ressaltar que não são apenas as pirâmides financeiras que assolam a imagem do setor, mas também fraudes como ransomware.

Golpes com criptomoedas são alvos de alerta pela polícia civil em Dia do Consumidor

O Dia do Consumidor é uma data marcada por promoções em muitas lojas do Brasil, mas também muitos golpes contra clientes dessas. Com a internet, fraudes imitam negócios legítimos e até oferecem falsas promoções para roubar vítimas.

No mercado de criptomoedas, a data acabou sendo uma oportunidade para a Polícia Civil de Minas Gerais publicar uma cartilha sobre golpes no mercado e como as pessoas podem evitar serem as próximas vítimas.

Em um vídeo gravado pela Delegada Danúbia Quadros, titular da Delegacia Especializada em Defesa do Consumidor, ela deixa claro que as criptomoedas exigem dos interessados nela conhecimento prévio sobre o tema. Como muitos ignoram o passo inicial, acabam sendo vítimas de golpes comuns.

No material que pode ser baixado gratuitamente, a PC-MG alerta para os golpes de phishing, páginas falsas que simulam ser plataformas para enganar vítimas. Um problema muito comum é o download de aplicativos falsos, que colocam em risco os investidores.

Outro problema citado na cartilha e que está em alta no Brasil nos últimos anos é o de pirâmides financeiras, esquemas de fraudes que prometem rendimentos acima do mercado e fixos, mesmo para um ativo variável.

Por fim, o material pede que possíveis investidores tenham cuidado ao buscar comprar moedas, visto que muitas podem ser falsas. Para evitar cair nos golpes, a recomendação é cautela ao clicar em links e estudar sempre antes de investir qualquer valor.

Preço varia no mercado e não existem rendimentos fixos

No clima de “não confie, verifique“, um dos assuntos mais importantes presentes na cartilha da Polícia Civil de Minas Gerais é em relação ao preço do Bitcoin e demais criptomoedas.

Isso porque, como esse mercado não apresenta a investidores garantias de valorizações rápidas e super rendimentos, essas promessas são indicativos de golpes.

“Desconfie quando alguém oferecer garantia de valorização rápida da criptomoeda. Isso é indicativo de golpe. Como se trata de um ativo, o seu preço varia de acordo com a demanda do mercado. Informe-se!”

A cartilha de 8 páginas da PC-MG pode ser baixada gratuitamente, com a delegada Danúbia Quadros informando que pessoas que passarem por problemas devem procurar delegacias para apresentar queixas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias