Polícia desmantela Telemarketing que aplicava golpes com criptomoedas

Quatro call centers e 18 locais foram investigados com mandados de busca e apreensão, e mais de 250 locais de trabalho foram identificados.

Os golpes envolvendo o mercado financeiro e as criptomoedas possuem diferentes formatos e maneiras de enganar as pessoas. Um método ainda muito comum e eficiente são os golpes através de call centers, onde golpistas se passam por empresas e corretoras que prometem lucro fácil e garantido, mas que no fim das contas apenas roubam o seu dinheiro.

Um desses esquemas de golpe com criptomoedas foi desmantelado pelas autoridades europeias. O esquema atuava na Sérvia, Bulgária, Chipre e na Alemanha e, segundo as informações, enganou vários investidores que tiveram um prejuízo milionário.

Apesar de atuarem nos países citados, o golpe tinha escopo global, com vítimas ao redor do mundo. A rede de golpistas fez várias vítimas na Alemanha, Áustria, Suíça, Austrália e Canadá. A estimativa é que o prejuízo esteja na “casa das dezena de milhões de euros”, segundo as autoridades.

Por causa da rede internacional de golpistas, a ação contra os criminosos teve que ser realizada pela Europol e Eurojust, autoridades internacionais que atuam na região da União Europeia.

“Ação bem sucedida na Bulgária, Chipre e Sérvia. Com o suporte da Eurojust e Europol, autoridades conseguiram derrubar uma rede de golpes com criptomoedas. Os criminosos fizeram várias vítimas na Alemanha, Áustria, Suíça, Canadá e Austrália.”

De acordo com as informações, as investigações começaram em 2021 pela Procuradoria Pública de Stuttgart e o Escritório de Investigações de Bade-Vurtemberga.

Mais de R$ 5 milhões em criptomoedas foram apreendidos

Quatro call centers e 18 locais foram investigados com mandados de busca e apreensão, e mais de 250 locais de trabalho foram identificados.

Até o momento, 14 pessoas foram presas na Sérvia e 1 na Alemanha. Ao todo foram mais de 250 pessoas questionadas pelas autoridades durante todo o processo de investigação.

Além das prisões, foram apreendidos 150 computadores e vários equipamentos eletrônicos usados para os golpes. A polícia também apreendeu equipamentos de backup, 3 carros, 2 apartamentos de luxo e US$ 1 milhão em criptomoedas guardadas em 3 carteiras diferentes, além de 50 mil euros em dinheiro vivo.

Em outro comunicado, a Eurojust afirmou que é possível que o número de vítimas da rede de golpes esteja subnotificado, o que significa que o grupo pode ter causado muito mais prejuízo do que o descoberto até o momento.

“A investigação sugere que o número de casos não reportados é bem mais alto. Isso quer dizer que os ganhos ilegais gerados pelos grupos criminosos, com pelo menos 4 call centers no Leste Europeu, pode estar na casa das centenas de milhões de euros.”, disse a autoridade.

Temos então mais um grande esquema de golpes sendo derrubado pelas autoridades, o que com certeza não ajuda na reputação do setor, principalmente em um momento onde há uma grande pressão regulatória em cima do mercado de criptomoedas.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias