Polícia do RJ prende cinco acusados de comprar criptomoedas com cartões roubados

Os criminosos conseguiram comprar criptomoedas em uma plataforma que não está realizando o KYC.

Siga no

Nesta última quinta-feira, 24, a Polícia do Rio de Janeiro prendeu um grupo de 5 pessoas acusadas de cometer estelionato e fraude usando cartões de crédito e aplicativos de celular. De acordo com as informações, os golpes causaram prejuízos milionário nas vítimas.

De acordo com o G1, a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu em flagrante Juliano da Silva Santos, Andrei de Souza Soares da Silva, Kamylly Maretti de Castro, Átila Francisco Melo e Erica Pereira da Silva Mello. Os cinco foram presos em apartamentos localizados na Estrada do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Apesar de não terem muitas informações sobre os golpes e sobre as vítimas, a polícia divulgou também que junto dos criminosos foram apreendidos dois carros de luxo, celulares, máquinas de cartão de crédito e cheques roubados, indicando que o golpe tinha um certo nível de sofisticação. 

Não se sabe quantas vítimas foram afetadas, mas acredita-se que eles tenham roubado milhões utilizando os cartões de crédito roubados e transferências fraudulentas usando aplicativos de celular.

A polícia também informou que o grupo comprava criptomoedas com o dinheiro roubado. Ainda de acordo com as informações, os acusados ainda não apresentaram nenhuma defesa.

Em um caso como esse a compra de criptomoedas com o uso de cartões roubados é uma tática comum, já que ajuda a converter o limite do cartão em “dinheiro” rapidamente.

Curiosamente, isso indica que, de alguma forma, os criminosos conseguiram comprar essas criptomoedas em uma plataforma que não está realizando o KYC da forma como é exigido pelo governo brasileiro.

A compra de criptomoedas, dependendo de onde elas estavam sendo armazenadas, também dificulta a apreensão e recuperação dos valores por parte da polícia. No entanto, não é algo impossível de se acontecer.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

ETF 100% Ethereum estreia hoje na B3

Nesta quarta (04) foi lançado o ETF 100% Ethereum na B3, bolsa brasileira. O fundo foi desenvolvido pela gestora QR Asset Management, a mesma...

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias