Por que você precisa saber blockchain

-

Siga no
Anúncio

Bitcoin é um investimento? Como prever o valor de uma criptomoeda? O que é blockchain?

Essas e outras questões serão examinadas nesta série de artigos. Vamos explorar a tecnologia e como tudo se encaixa. Mas a discussão não ficará limitada a tokens ou Bitcoins. Para começar, porque entender a tecnologia blockchain?

MERCADO DE TRABALHO

Empregos especializados serão substituídos? Como?

Anúncio

Em 2013 Frey e Osborne da Universidade de Oxford publicaram um estudo interessante propondo revelar quais empregos estariam condenados a desaparecer nos próximos 10 anos.

Porém a maioria dos empregos listados constituem funções cognitivas e não-repetitivas. O substituto? Processos complexos na sua maioria conduzidos por inteligência artificial.

Quais trabalhos serão automatizados / Bloomberg criou este gráfico interativo, clique na imagem.

Em 2013 ninguém acreditava que 47% dos empregos “blindados” contra a automatização pudessem estar em risco. Mas desde então muita coisa vem acontecendo. 

De volta para o futuro em 2019, enquanto braços mecatrônicos analisam dados pré-operatórios também guiam instrumentos cirúrgicos na hora da operação, assumindo parte do procedimento no lugar do cirurgião. Resultado: redução de 21% no pós-operatório (Forbes). Radiologistas contam com novo algoritmo “autodidata” que detecta tumores em imagens de ressonância. Resultado: Enlitic consegue emitir laudos 10.000x mais rápido que um radiologista treinado (AJ+ video).

Advogados também estão na mira das startups. Em teste realizado para apurar risco de contencioso, inteligência artificial encontrou risco com 94% de precisão, contra 85% obtido por um grupo de 20 advogados (LawGeex infográfico). E Conversica garante que seu “AI bots” supera uma equipe de vendas em 38% no engajamento com clientes através de conversas interativas.

BLOCKCHAIN

Mas o que blockchain tem a ver com tudo isso?

Blockchain é muito mais que Bitcoin. O potencial de transformação vem da utilização de “ledgers” distribuídos e dos “smart contracts”.

Um sistema de registros que funciona sozinho em qualquer lugar, 24 horas por dia, sem salário ou férias. Não requer manutenção e não produz passivo trabalhista ou disputas legais. E além disso, uma vez que o evento foi registrado, não pode ser alterado, falsificado ou corrompido. Isso é blockchain.

Quando olhamos para inteligência artificial, IoT e blockchain começamos a visualizar uma nova infraestrutura a ser criada por cima da internet que conhecemos: a chamada Web 3.0.

Essa internet descentralizada e autônoma trará consigo um modelo econômico impensável. Estamos diante da transformação dos sistemas centralizados: empresas e instituições conduzidas por pessoas, num sistema hierárquico de decisão baseado em relações humanas.

Blockchain como infraestrutura caminha rapidamente para a criação de agentes autônomos, chamados “decentralized autonomous organization” ou DAO.

Mas ainda assim, a mera descrição dessas tecnologias não passaria de um exercício mental futurístico, se não olharmos para a ideia de convergência tecnológica.

O QUE OS OLHOS NÃO VEEM…

Antes de falar sobre convergência tecnológica, precisamos olhar para a linha do tempo e perceber como o progresso exponencial não é intuitivo.

Apesar disso ele está em todo lugar. Da mesma forma, a convergência tecnológica não é um fenômeno evidente porque, como afirma Peter Thiel:

“(…) ocorre no universo dos bits e não dos átomos”.

De fato o mercado tem ajudado a acelerar esse processo através de investimentos recorde em 2017 e 2018. O foco passou a ser a integração de protocolos blockchain e a infraestrutura de serviços: rede bancária, “back office”, contabilidade, RPAs.

Adicione IoT, Deep Learning, Augmented Reality. Em algum momento essas tecnologias alcançarão maturidade e surgirão sistemas híbridos, combinando as funcionalidades de cada uma dessas tecnologias.

Nesse contexto blockchain representa o elemento catalisador da convergência. A utilização de smart contracts e outras inovações descentralizadas (e.g. autenticação criptográfica de identidade) servirão de alicerce para essas aplicações.

MAS HOJE, ONDE ESTÁ A REALIDADE FUTURISTA?

Vamos examinar uma aplicação em funcionamento hoje, e o que aconteceu com os postos de trabalho. 

IBM Hyperledger e IntellectEU criaram um sistema de integração utilizando “ledgers” distribuídos para o setor de seguro para carros (saiba mais).

A integração começa identificando os agentes do processo, bem como o fluxograma do negócio. Um sensor que fica no carro é a peça fundamental (imagem abaixo), já que o pagamento mensal do prêmio depende dos quilômetros rodados.

Com cada evento identificado, todos os sistemas redundantes foram eliminados. IntellectEU conseguiu comprimir o processo administrativo na forma de “regras de negócio” a serem executados por alguns “smart contracts”. Por sua vez os “smart contracts” interagem com o mundo exterior através de um simples website.

Os ganhos do sistema estão concentrados na eliminação da estrutura administrativa, o que basicamente constituía o negócio de seguro de automóveis.

A empresa não divulga quantos postos de trabalho foram eliminados. Sabe-se porém que todos os níveis da empresa são afetados: pessoal de atendimento ao cliente, vendas, marketing, contadores, jurídico e recursos humanos.

O QUE VEM POR AI

A aceitação do público é o que vem atrasando o plano de muitas empresas, inclusive da Uber com e o seu carro autônomo em San Francisco na Califórnia. 

Contudo, cedo ou tarde tendências se tornarão a realidade de um mercado totalmente diferente. As limitações técnicas da tecnologia vêm sendo superadas e a comunidade corporativa aguarda ansiosa.

E qual será o nosso papel nesse processo? Quais os empregos criados a partir da destruição dos antigos postos de trabalho? E como reinventar as relações humanas num mundo cheio de autômatos? 

Acabamos com mais perguntas, mas algumas respostas. E ainda que esses respostas não se mostrem facilmente, entender o todo deste “progresso” é a melhor forma de se preparar para o que vem pela frente.

Por Pascual Ariel Arrechea

Para saber mais sobre blockchain, criptomoedas e tecnologia, me acompanhe no Quora ou visite arrechea.net

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Avatar
Pascual Arrecheahttp://www.arrechea.net
Economista, contador, especialista em blockchain Investigando a tecnologia blockchain, RPAutomação, e o mercado de trabalho em tempos de Internet 3.0. Quero dividr meus achados e pensamentos pra tentar entender a tal criptoeconomia. “Play is just another version of work” Ray Kurzweil, The Singularity is Near
Ministério da Justiça - Palácio

Ministério da Justiça promove a blockchain no setor público

Na próxima segunda-feira (21), o Brasil acompanha um webinário importante sobre tecnologia. Promovido pelo Ministério da Justiça, a tecnologia blockchain aplicada ao setor público...
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...
Chimarrão, cultura do Rio Grande do Sul RS

Rio Grande do Sul lança edital para estimular a economia

O PIB do Rio Grande do Sul é um dos maiores do Brasil e o estado acaba de lançar um edital para startups, que...

Últimas notícias

MPF destaca evento sobre Bitcoin feito pela Interpol

Autoridades de todo o mundo buscam entender mais sobre as criptomoedas e o Bitcoin. Em um evento na próxima semana, feito com apoio da...

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...