Haddad, Bolsonaro ou DAO?

Conheça a terceira opção aos nossos problemas!

-

Siga no
Anúncio

Em tempos de eleições, as reuniões entre amigos e grupos de família se tornam palcos de debates sobre o tema, até quem não “gosta” entra no assunto, mas muitos nem se tocaram que está faltando um candidato nessas pesquisas!

O candidato do PT Fernando Haddad, assumiu o posto após a Justiça Brasileira tornar o Ex-presidente Lula inelegível, por inúmeros casos de corrupção envolvendo vários integrantes do partido PT. Não cabe a mim julgar se está certo ou errado, o fato é que aconteceu. O Haddad estaria neste momento, de acordo com várias pesquisas eleitorais, com a chance de ir ao Segundo Turno nas eleições presidenciais de 2018 no Brasil.

O outro postulante a uma vaga no segundo turno é o Deputado Federal Jair Bolsonaro do Partido PSL, que vêm utilizando uma imagem que combate a corrupção apontada como um dos males do país, e subiu nas pesquisas como uma opção ao eleitorado brasileiro que está cansado de ter sempre as mesmas opções. Não cabe a mim julgar se isso está certo ou errado, fato é que está na liderança do primeiro turno de forma unânime em todas as pesquisas.

Anúncio

Nesta eleição, o Livecoins realizou inclusive uma busca por mais informações do que os presidenciáveis tinham de opinião sobre o tema de blockchain e criptomoedas.

Eu particularmente não acredito em super heróis, nem na esquerda, nem na direita, nem em cima e nem em baixo. Óbvio que alguém vai ganhar essa eleição, pode até ser um dos dois citados, mas não creio que o problema será resolvido, e nem de acordo com economistas da Infomoney.

A corrupção por definição é modificação das características de algo, e temos então a solução para evitar a mesma: a Blockchain! A mesma é imutável, segura e transparente.

Estamos aqui dia após dia falando de que o poder deve ser descentralizado, com blockchains e com criptomoedas, e a atual estrutura de poder centralizada em presidentes/parlamentos não se mostra mais sustentável.

Com as blockchains em ação o processo eleitoral se torna muito mais justo, a startup brasileira OriginalMy fez um compilado de seis problemas que podem ser resolvidos com a utilização de blockchain.

Afinal, mesmo que a maquininha seja segura, não queremos ter que apertar botões que são na verdade formas de controle da população, e o cenário não irá mudar com modelos centralizados de política.

Visto isso, quero apresentar a todos que lêem este texto o terceiro candidato a essas eleições, conhecido como modelo de Organizações Autônomas Descentralizadas, também chamado DAO.

A empresa que possui sede na cidade de Uberlândia – MG, a Algar Telecom, já colocou em seu blog um texto sobre o tema, o que mostra que a governança em grandes empresa já está a ser influenciada pelos modelos descentralizados.

Se grandes empresas podem ter uma melhora em seus processos e mais transparência em suas operações, o que impede que países tenham DAO em sua gerência?

Com uma DAO, o modelo de tomada de decisões passam a ser realizados por Contratos Inteligentes e com a possibilidade de validações em blockchain. Retira-se o fator de que poucos mandam em muitos, e há assim o consenso.

Uma das criptomoedas mais aclamadas pelo seu modelo de Governança Descentralizada, a Decred, possui no Brasil uma das maiores comunidades, o que por si já demonstra que nós brasileiros temos ciência do potencial da blockchain.

Ou seja, o verdadeiro candidato que nem propostas realizou nessas eleições, é quem pode resolver os problemas atuais no país.

Eu longe de querer tirar você do seu voto, só quero que reflita sobre este tema que não toma lado de partido e nem candidato A ou B, mas que melhora a realidade com eficiência verdadeira, sem falácia.

Qual meu partido e qual o meu candidato para este domingo? Partido Blockchain, Candidato DAO!

Vamos nos comunicar mais com as comunidades de criptomoedas brasileiras e melhorar o cenário, aposto que a maior parte das pessoas não gostariam de ter que sair de suas casas neste domingo para ter a sensação de estar mudando algo.

Esse ano a crise de 2008 “comemorou” seus 10 primeiros anos, modelos centralizados só tendem a causar tais problemas ao mundo.

Deixe a sua opinião nos comentários!

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...

Tone Vays: “investir em DeFi é idiotice”

Em uma recente entrevista para o canal russo Forklog o famoso trader e defensor do Bitcoin Tony Vays, falou sobre como é investir no...

Coluna do TradingView: Ideias e análises para a semana

Criptomoedas mostram breve recuperação após correção da recente pernada de alta. Confira aqui o que estão pensando os analistas do TradingView. Paulo Tedesco Agora BTCUSD engrena boa tendência...

Últimas notícias

EUA prende membro de um dos maiores grupos de hackers do mundo

Nathan Wyatt, membro de um grupo de cibercriminosos que extorquiam Bitcoin, se declarou culpado e foi sentenciado pelo Departamento de Justiça dos EUA por...

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer hora”

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...