Presidente da Argentina apoia lei que prevê pagamento de salários com Bitcoin

A regra se aplicaria de comum acordo entre empresa e funcionários.

Siga no
Bandeira do Bitcoin e da Argentina
Bandeira do Bitcoin e da Argentina

Segundo o deputado José Luis Ramón, o presidente da Argentina Alberto Fernández vai apoiar a lei que permite o pagamento de salários de funcionários com Bitcoin no país.

Caso isso aconteça, a nova proposta deverá ganhar mais força no legislativo argentino, que está analisando o caso após a apresentação do projeto de lei.

O deputado argentino José Luis Ramón apresentou a ideia no início de julho deste ano, para que empresas paguem salários com criptomoedas para todos aqueles que tiverem interesse. Vale notar que não há intenção de obrigar o pagamento em criptomoedas para nenhuma empresa.

Presidente da Argentina apoia lei que prevê pagamentos de salários com Bitcoin

De acordo com José Luis, o presidente da Argentina vai apoiar a discussão do projeto de lei que prevê o pagamento de salários com Bitcoin e outras criptomoedas.

A fala foi durante a participação do deputado em um evento da ONG Bitcoin Argentina, quando Ramón conversou com o advogado Camilo Jorajuría de León. O evento foi transmitido no último dia 19 de julho.

O deputado pela província de Mendonza afirmou que se encontrou pessoalmente com o presidente Alberto Fernández, que o garantiu ser um apoiador do projeto.

Segundo Ramón, o presidente declarou ter entendido a proposta do deputado sobre o pagamento de salários com Bitcoin para pessoas na Argentina, afirmando que seria positivo para a economia do país.

A medida poderia beneficiar funcionários de empresas, e até freelancers, que poderiam optar por receber uma parte (ou todo) o salário em alguma criptomoeda de sua escolha. Essa decisão seria de comum acordo com a empresa, que faria então um registro do acordo.

Na época em que apresentou seu projeto, o deputado foi até o Twitter explicar o seu pensamento sobre o assunto.

“Apresentei um projeto de lei para que os trabalhadores em regime de dependência e exportadores de serviços tenham a opção de receber seu salário integral ou parcial em criptomoedas. A ideia é que possam fortalecer sua autonomia e conservar o poder aquisitivo de sua remuneração”

O deputado espera que a iniciativa proteja os funcionários de empresas argentinas, assim como o pagamento de impostos pelos empresários que optarem pela nova modalidade de pagamento.

Vale o destaque que Alberto Fernández seria um apoiador das discussões do projeto de lei, mas não está claro se ele apoia a implantação do projeto e o Bitcoin. Grandes empresas no país já apoiam a moeda digital, como o Mercado Livre, por exemplo, que já comprou Bitcoin como reserva de valor.

O atual presidente da Argentina é um apoiador do ex-presidente Lula, mas não costuma ser bem avaliado pelo atual presidente Jair Bolsonaro, que critica as políticas do país vizinho, que vive uma onda de alta inflação há alguns anos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Olho com Bitcoin

130 mil pessoas tiveram os olhos escaneados para ganhar criptomoedas de graça

A Worldcoin é um projeto que pretende distribuir criptomoedas de forma justa. Para evitar falsificações de identidade, o plano da empresa é escanear a...
Bitcoin dentro de cofre como poupança

Fundo de pensão dos bombeiros nos EUA compra US$ 25 milhões em Bitcoins

O Fundo de Pensão serve para garantir a tranquilidade de funcionários de diferentes setores no futuro. Em Houston, no Texas, Estados Unidos, o Fundo...
Bitcoin e criptomoedas em ETF

Segundo ETF de Bitcoin pode ser lançado amanhã na Nasdaq

Muitos pensavam que o ETF de Bitcoin da Valkyrie seria o primeiro a ser aprovado, todavia o mercado foi surpreendido pelo lançamento do ETF...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias