Presidente da Microsoft diz que só governos podem emitir moeda

Na opinião do executivo, a oferta de moeda deve estar exclusivamente sob o controle de órgãos governamentais e bancos centrais. 

Siga no
Brad Smith. Imagem: BIS Youtube
Brad Smith. Imagem: BIS Youtube

O presidente da Microsoft, Brad Smith, revelou recentemente que não é muito fã das moedas digitais que não são emitidas e controladas pelo governo. Na opinião do executivo de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, apenas os governos e bancos centrais devem lidar com questões monetárias.

A afirmação foi feita em uma conferência organizada pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS, sigla em inglês), e ele questionou a necessidade de empresas emitirem moedas digitais.

“O suprimento de dinheiro deve ser administrado por uma organização que presta contas à sociedade e se preocupa apenas com o interesse público, ou seja, o governo”, disse ele nesta na quarta-feira (25) na conferencia do BIS.

Smith questionou se as fintechs deveriam poder emitir moedas, afirmando que “os governos continuam na melhor posição para desempenhar esse papel.”

O presidente da Microsoft, portanto, não gosta da ideia de moedas que não sejam controladas pelo governo.

Criptomoedas

Apesar de não citar diretamente nenhuma criptomoeda, sua afirmação sugere que ele não apoia ativos como o Bitcoin, que é descentralizado e, portanto, não controlado por governos ou bancos centrais.

A atual crise mundial acelerou a transição para pagamentos digitais, e a injeção maciça de dinheiro no sistema financeiro para proteger a economia alimentou o interesse em moedas digitas. Nesse caso, a Microsoft é parceira e fornecedora de tecnologia para governos do mundo todo.

Assim, na visão do executivo, não faz sentido a Microsoft apoiar moedas que não sejam controladas pelo governo ou até mesmo criar sua própria moeda, como o Facebook vem fazendo.

“Não somos um banco e não queremos nos tornar um banco e não queremos competir com nossos clientes que são bancos.”

O Facebook já havia anunciado sua intenção de criar sua própria moeda, a Diem, que se encaixa perfeitamente na crítica do presidente da Microsoft, já que, tecnicamente ela será controlada pelo Facebook e seus parceiros.

As moedas digitais estão ganhando cada vez mais popularidade, e sendo criadas tanto por empresas como por pessoas comuns.

Smith acredita que, neste cenário, todos os estados correm um risco significativo de perder o controle do dinheiro.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Alta do Dogecoin criou 1.351 novos milionários no mundo

A alta recente da criptomoeda Dogecoin transformou mais de 1300 pessoas em novos milionários. A moeda disparou mais de 40.000% em um intervalo de...

Próxima queda do mercado cripto será brutal, alerta “Cobra”, dono do bitcoin.org

O mercado de criptomoedas é cheio de altos e baixos, ao longo de 12 anos os investidores viram períodos de altas constantes, chamados de...

O ouro físico está perdendo espaço para o ouro digital

Nos últimos dias, Neel Kashkari, presidente do banco central americano, disse que não ficaria surpreso se a taxa de inflação nos Estados Unidos subissem...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias