Presidente da SEC faz alerta para influenciadores de criptomoedas

Além da SEC, a Federal Trade Commission também está buscando mudanças regulatórias para perseguir mais agressivamente “influenciadores que escondem que foram pagos para promover criptomoedas.”

O ex-jogador da NBA, Paul Pierce, foi acusado pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, sigla em inglês) por promover de forma enganosa a criptomoeda EMAX, sem divulgar que recebeu dinheiro pela promoção.

Comentando sobre o assunto, o presidente da SEC, Gary Gensler, fez um alerta para influenciadores e celebridades que promovem criptomoedas.

De acordo com a agência reguladora americana, Pierce não divulgou que recebeu mais de US$244.000 para promover a criptomoeda em seu Twitter. Ele também fez declarações enganosas, incluindo uma captura de tela de uma conta mostrando grandes lucros com o ativo digital.

Além disso, um dos tweets de Pierce continha um link para o site EthereumMax, que fornecia instruções para potenciais investidores comprarem tokens EMAX.

Paul Pierce ethereum max
Paul Pierce ethereum max

A SEC alertou que as leis federais de valores mobiliários exigem que qualquer celebridade ou indivíduo que promova criptomoedas divulgue a natureza, fonte e valor da compensação que recebeu em troca da promoção.

A investigação da SEC, que ainda está em andamento, está sendo conduzida por membros da Divisão de Criptoativos e Unidade Cibernética da Divisão de Execução, e a ordem de liquidação foi supervisionada pela Unidade de Ativos Criptográficos e Cibernéticos.

Presidente da SEC faz alerta para celebridades que promovem criptomoedas

Pierce concordou em liquidar as acusações, pagar uma multa de US$ 1,1 milhão e aproximadamente US$ 240.000 em reembolso e juros pré-julgamento, disse a SEC. Ele também concordou em não promover nenhuma criptomoeda por três anos.

“O caso é mais um lembrete para as celebridades; A lei exige que você divulgue ao público de quem e quanto você está sendo pago para promover o investimento em valores mobiliários, e você não pode mentir para os investidores quando divulga um valor mobiliário”, afirmou Gensler.

Além disso, Gensler disse que quando celebridades endossam oportunidades de investimento, incluindo criptomoedas, os investidores devem ter o cuidado de pesquisar se os investimentos são adequados para eles e devem saber o porquê as celebridades estão fazendo esses endossos.

SEC mais agressiva

Em 2023, a SEC ficou mais agressiva com o mercado de criptomoedas, por exemplo, na quinta-feira (16), o regulador acusou a Terraform, criadora da criptomoeda Terra (Luna) e o CEO Do Kwon, de fraude.

No início desta semana, a SEC propôs mudanças no regulamento federal de custódia que poderiam impactar materialmente a forma como as exchanges de criptomoedas são capazes de custodiar certos ativos.

Dias antes, a agência processou a corretora Kraken devido ao seu serviço de staking de criptomoedas. E em janeiro, a SEC fez acusações contra a Genesis e a exchange cripto Gemini sobre a suposta oferta não registrada e venda de títulos.

Além da SEC, a Federal Trade Commission também está buscando mudanças regulatórias para perseguir mais agressivamente “influenciadores que escondem que foram pagos para promover criptomoedas” e, assim, proteger melhor os consumidores que consideram as recomendações de celebridades influentes.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias