tron bug bounty program

No dia 31 de maio de 2018 a TRON lançou sua própria rede (mainnet) abandonando a infraestrutura da ethereum. Agora, a fundação TRON lançou o programa “Tron Bug Bounty” com recompensa de até US $ 10 milhões.

O objetivo do programa é permitir que membros da comunidade TRON ajudem a descobrir possíveis vulnerabilidades técnicas na rede principal, especialmente problemas de segurança para manter a mainnet da TRON mais segura.

“Nós levamos a segurança da TRON mainnet muito a sério. Se você fizer uma descoberta importante de possíveis bugs, entre em contato conosco e participe do Programa TRON Bug Bounty o mais rápido possível e certamente iremos oferecer recompensas generosas!” Comunicado Oficial no Blog

O lançamento da versão beta da Odyssey 2.0 da TRON (TRX) aconteceu na semana passada durante uma transmissão ao vivo onde foi realizada a migração da blockchain Ethereum para a nova rede. Especialistas em segurança de todo o mundo, assim como hackers terão até 24 de junho para encontrar e relatar quaisquer bugs na Odyssey 2.0 e reivindicar recompensas.

Os usuários que  ainda detém tokens na antiga blockchain do ethereum terão alguns dias para migrar da versão ERC-20 TRX para a mesma quantidade na nova blockchain (1:1). O swap acontecerá dos dias 21 a 24 de junho.

Este planejamento levará ao lançamento oficial do bloco Gênesis da rede, que será realizado em 25 de junho – um evento denominado “Dia da Independência” pela fundação TRON.

Com essa mudança, Justin Sun anunciou em seu twitter que está confiante de que a TRON superará o Ethereum na maioria dos quesitos técnicos, em um twiit ele citou 7 motivos pelos quais a nova rede é melhor, comparando diversos pontos entre as duas plataformas como a velocidade da rede, taxas menores, linguagem de programação, extensibilidade e quantidade de usuários.

Vitalik Bututerin, fundador do Ethereum parece não ter gostado da provocação e logo respondeu o twiit adicionando de forma irônica um oitavo motivo que seria: “Melhor capacidade de criar whitepaper dando ctrl+c e ctrl+v, mais eficiente que criar novo conteúdo digitando”,  fazendo menção a acusação de que a fundação TRON teria um whitepaper que plagiou outros projetos.