Programa de “caça a bug” da TRON paga até US$ 10 milhões

-

Siga no
Anúncio

No dia 31 de maio de 2018 a TRON lançou sua própria rede (mainnet) abandonando a infraestrutura da ethereum. Agora, a fundação TRON lançou o programa “Tron Bug Bounty” com recompensa de até US $ 10 milhões.

O objetivo do programa é permitir que membros da comunidade TRON ajudem a descobrir possíveis vulnerabilidades técnicas na rede principal, especialmente problemas de segurança para manter a mainnet da TRON mais segura.

“Nós levamos a segurança da TRON mainnet muito a sério. Se você fizer uma descoberta importante de possíveis bugs, entre em contato conosco e participe do Programa TRON Bug Bounty o mais rápido possível e certamente iremos oferecer recompensas generosas!” Comunicado Oficial no Blog

Anúncio

O lançamento da versão beta da Odyssey 2.0 da TRON (TRX) aconteceu na semana passada durante uma transmissão ao vivo onde foi realizada a migração da blockchain Ethereum para a nova rede. Especialistas em segurança de todo o mundo, assim como hackers terão até 24 de junho para encontrar e relatar quaisquer bugs na Odyssey 2.0 e reivindicar recompensas.

Os usuários que  ainda detém tokens na antiga blockchain do ethereum terão alguns dias para migrar da versão ERC-20 TRX para a mesma quantidade na nova blockchain (1:1). O swap acontecerá dos dias 21 a 24 de junho.

Este planejamento levará ao lançamento oficial do bloco Gênesis da rede, que será realizado em 25 de junho – um evento denominado “Dia da Independência” pela fundação TRON.

Com essa mudança, Justin Sun anunciou em seu twitter que está confiante de que a TRON superará o Ethereum na maioria dos quesitos técnicos, em um twiit ele citou 7 motivos pelos quais a nova rede é melhor, comparando diversos pontos entre as duas plataformas como a velocidade da rede, taxas menores, linguagem de programação, extensibilidade e quantidade de usuários.

Vitalik Bututerin, fundador do Ethereum parece não ter gostado da provocação e logo respondeu o twiit adicionando de forma irônica um oitavo motivo que seria: “Melhor capacidade de criar whitepaper dando ctrl+c e ctrl+v, mais eficiente que criar novo conteúdo digitando”,  fazendo menção a acusação de que a fundação TRON teria um whitepaper que plagiou outros projetos.

 

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Últimas notícias

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...