Projeto de lei quer proibir mineração de Bitcoin em NY

A mineração de Bitcoin é criticada há muito tempo devido ao uso de energia e ao impacto ambiental.

Siga no

Um novo projeto de lei apresentado no senado do Estado de Nova York, nos Estados Unidos, quer proibir a mineração de Bitcoin até que o estado avalie o impacto da atividade no meio ambiente. Se o projeto for aprovado no Senado estadual, a mineração de criptomoedas no estado poderá ser banida por três anos.

O projeto de lei visa colocar uma moratória para que os centros de mineração de criptomoedas operem em NY.

Agora em seus estágios iniciais, o projeto foi encaminhado ao comitê de meio ambiente do Senado na segunda-feira (3) e afirma estar agindo de acordo com a “Lei de Liderança Climática e Proteção Comunitária” de Nova York.

O projeto de lei levantaria a moratória apenas para instalações de mineração que não afetarão adversamente” os benchmarks de emissão de carbono do estado americano.

“Uma única transação de criptomoeda usa a mesma quantidade de energia que uma família americana média usa em um mês, com um nível estimado de uso de energia global equivalente ao do país da Suécia.”

Democratas

O senador democrata Kevin S. Parker, presidente do Comitê de Energia e Telecomunicações, foi quem propôs o projeto de lei do 6486 junto com a senadora Rachel May, também democrata. O projeto ainda não obteve amplo apoio de outros senadores, mas os democratas controlam a Câmara e o Senado.

O projeto exige o cumprimento de regulamentações mais rígidas para os centros de mineração, incluindo a exigência de passar por uma revisão de impacto ambiental. Em última análise, isso evitará as operações de mineração de criptomoedas se a instalação não cumprir as metas de mudança climática de Nova York.

“Os centros de mineração de criptomoedas são uma indústria em expansão no estado de Nova York, muitas vezes, mas não exclusivamente, localizados em usinas de combustível fóssil desativadas ou convertidos, incluindo usinas inativas”, diz o projeto.

Lei de Liderança Climática

Nova York aprovou a Lei de Liderança Climática e Proteção Comunitária em 2019. A lei estabeleceu metas como 70% de energia renovável até 2030 e 100% de eletricidade com emissão zero até 2040. Além disso, a lei visa reduzir 22 milhões de toneladas de carbono por meio da eletrificação e eficiência energética.

Se o novo projeto for aprovado, a lei obrigará os auditores estaduais a avaliar o impacto que as instalações de mineração de criptomoedas têm nas emissões de carbono.

Ou seja, eles farão um relatório de impacto ambiental sobre as emissões de gases de efeito estufa da mineração. O relatório também seria acompanhado por um período de comentários públicos de 120 dias e pelo menos uma audiência pública.

Bitcoin

A mineração de Bitcoin é criticada há muito tempo devido ao uso de energia e ao impacto ambiental.

Várias pesquisas, incluindo um estudo da Universidade de Cambridge, mostraram que a mineração em todo o mundo usa mais energia do que alguns países.

No entanto, muitos dos apoiadores do Bitcoin afirmam que a mineração usa cada vez mais energia renovável.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Tesla. Imagem: Shutter Stock

Elon Musk diz que Tesla voltará a aceitar Bitcoin

A Tesla começará a aceitar Bitcoin novamente quando a maior parte do processo de mineração da criptomoeda for realizado por fontes de energia renováveis,...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Deutsche Bank diz que Bitcoin “passou dos limites” e não pode mais ser ignorado

A popularidade crescente do Bitcoin está incomodando governos e bancos centrais. A gota d'água foi a legalização da criptomoeda em El Salvador. De acordo...
Bitcoin Liberdade

Bitcoin, o novo Índice de Liberdade Econômica

Bitcoin pode ser a medida de liberdade mais neutra do mundo que nenhum país pode acusar de ter preconceito ocidental, ao contrário de alguns...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias