Projetos em blockchain para ajudar Amazônia podem receber até R$ 30 milhões

Oportunidade para empresas obterem financiamento e lançar seus produtos.

Um Jaguar na floresta amazônica
Um Jaguar na floresta amazônica

Os projetos em blockchain que pretendem ajudar a Amazônia poderão ganhar até R$ 30 milhões, devendo ser propostas de empresas. O edital foi anunciado em evento que contou com a participação do Ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marcos Pontes.

O objetivo do novo edital é fomentar o uso de tecnologias disruptivas para melhorar a bioeconomia da Amazônia, região estratégica e de alto valor para o Brasil.

Em um evento sediado pela Suframa, com a presença de Marcos Pontes, a tecnologia blockchain ganhou mais um destaque em uma iniciativa governamental no Brasil. No país, vale lembrar, essa tecnologia já é regulada como de interesse nacional no âmbito da estratégia de Governo Digital.

Ministro Marcos Pontes em evento da Amazônia - Crédito Andrés Pascal- Suframa Blockchain
Ministro Marcos Pontes em evento da Amazônia. Crédito Andrés Pascal/Suframa

Edital prevê até R$ 30 milhões para projetos que buscam ajudar a Amazônia, empresas blockchain poderão participar

O evento que contou com o ministro divulgou o edital “Bioeconomia e Transformação Digital na Amazônia”. Serão destinados R$ 30 milhões para apoiar projetos de fomento à bioeconomia e à transformação digital executados por empresas sediadas na Região Norte.

A Suframa, que gerencia a Zona Franca de Manaus, lembrou que esse modelo completa 55 anos no dia 28 de fevereiro, um projeto que se mostra de bastante êxito. Mesmo assim, os esforços pela inovação devem continuar e o novo edital chega para reforçar a inovação da região.

No caso do edital de R$ 30 milhões, ele será divido em duas rodadas de R$ 15 milhões cada, com as inscrições sendo divididas, sendo a primeira até 8 de março, e a segunda até 29 de julho.

Empresas que trabalham com blockchain, inteligência artificial, IOT, manufatura aditiva e robótica avançada estão convidadas a participar do edital em busca de financiamento. Esse edital já está disponível no portal da Finep para consultas.

No final da solenidade, o Ministro Marcos Pontes citou o presidente Jair Bolsonaro e o que o governo vê de potencial em uma das áreas mais ricas de biodiversidade do planeta.

“O presidente Bolsonaro fala muito a respeito da Amazônia e não é à toa. É um potencial gigantesco. Agora precisamos transformar isso em nota fiscal, em empregos. E vamos fazer isso lançando sistemas e editais como esse, investindo nas empresas de biotecnologia, nos pesquisadores que trabalham em condições difíceis no meio da Amazônia e melhorando essas condições para buscar cada vez mais resultados”.

Autoridades nacionais e internacionais presentes

Segundo o MCTI, as autoridades que participaram da solenidade, além do Ministro Marcos Pontes, foram o presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Waldemar Barroso, o governador do Amazonas, Wilson Lima e o superintendente da Suframa, Algacir Polsin.

Outras autoridades presentes foram o chefe da delegação da União Europeia no Brasil, embaixador Ignácio Ibáñez, o embaixador da Suíça no Brasil, Pietro Lazzari, o embaixador da Alemanha no Brasil, Heiko Thoms, o deputado federal Capitão Alberto Neto e o subsecretário de Assuntos Operacionais da Semtepi, Gustavo Igreja.

Ou seja, com a presença de autoridades nacionais e internacionais, este evento mostra ao mundo o compromisso do Brasil de melhorar a economia digital da Amazônia.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias