Cryptomoedas populares
-
Crypto Summit

Bitcoin, Ethereum e Decred eram termos antes conhecidos apenas por uma pequena parcela da população. Mas, no ano passado houve uma explosão de interesse em criptomoedas, o que causou uma alta nos preços.

Em 2017, o valor total de todas as criptomoedas cresceu mais de 3300% para mais de US $ 600 bilhões, com o próprio bitcoin valorizando mais de 1300% ao longo de 12 meses.

Em dezembro de 2017, um Bitcoin era negociado por quase 20.000 dólares. No final de julho de 2018 o preço da moeda digital estava um pouco acima de 8.000 dólares. O Bitcoin Hoje, vale cerca de 6.500 dólares.

Essa queda de preço poderia trazer novos investidores devido a oportunidade de entrar no mercado comprando bitcoin por preços “mais baixos”.

A pesquisa mais recentes da ING International Survey mostra que poucas pessoas investiram em Bitcoin ou outras moedas virtuais.

A pesquisa é uma tentativa de medir a disseminação da consciência, conhecimento, e intenção de compra de criptomoedas.

A pergunta aos entrevistados foi a seguinte: “Você possui alguma alguma criptomoeda ?”, com possíveis respostas sendo “sim” ou “não”.

Cerca de 1.000 pessoas foram entrevistados em cada país, com exceção de Luxemburgo, que teve 500 entrevistados.

Quantas pessoas tem cripto
Quantas pessoas possuem criptomoedas. Imagem: Statista

9% por cento dos europeis disseram que possuem algum tipo de criptomoeda, o número chega a 8% nos Estados Unidos e 7% por cento na Austrália.

Luxemburgo e Bélgica alcançaram a menor porcentagem na Europa, 18% na Turquia disseram possuir uma moeda digital.

Apesar da alta de preços e popularidade atual das criptomoedadas, não está claro quantas pessoas realmente possuem moedas digitais.

Várias pesquisas pelo mundo tentam responder a pergunta, O portal de comparações de finanças pessoais Finder recentemente encomendou uma pesquisa com 2.001 adultos americanos para ajudar a mapear o cenário de criptomoedas nos EUA.

Foi constatado que 7,95% da população investiu em alguma criptomoeda, deixando muito espaço para adoção crescer entre a grande maioria dos americanos. E entre os 92,05% dos que não compraram nenhuma criptomoeda, 7,76% planejam comprar alguns no futuro.

Quanto às razões pelas quais as pessoas não investem em criptomoedas, 35,02% temem que o risco seja muito alto, 27,04% acham muito difícil de entender, 17,97% dizem que é uma farsa, 16,12% estão esperando a “bolha” estourar, 11,40% acham muito difícil de usar e, por último, 5,75% acham que há taxas demais. Apenas 40,01% dizem que não estão interessados ​​ou acham que não há necessidade para eles.

As três criptomoedas mais populares são o bitcoin, com uma estimativa de 5,15% dos americanos pesquisados, possuindo uma média de US $ 3.453,89 em BTC; Ethereum, com uma estimativa de 1,80% das pessoas que possuem uma média de US $ 1.243,42 em ETH; e bitcoin cash com uma estimativa de 0,90% das pessoas que possuem uma média de US $ 636,22 em BCH.

A pesquisa encontrou uma grande lacuna de gênero na posse de criptomoedas, com apenas 4,27% das mulheres dizendo que possuem, em comparação com 11,86% dos homens. E a quantidade média de bitcoin comprada por mulheres é de apenas US $ 1.821,65, contra US $ 3.923,16 para homens.

Essa lacuna parece continuar no futuro com aqueles que não possuem criptomoedas, 6,28% das mulheres e 9,47% dos homens pretendem comprar.

Os resultados também mostram uma diferença geracional distinta, 17,21% da geração milenar tendo criptomoedas em comparação com apenas 8,75% da geração X e 2,24% dos baby boomers.

Os milenais que não compraram criptomoedas são muito mais propensos a serem apenas aqueles que acham isso “muito complicado de entender ou muito difícil de usar.”

---- Anúncio----

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas. Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: www.bitcointrade.com.br

-