Reino Unido abre 300 casos de possíveis golpes de criptomoedas

Moedas de Bitcoin e Libra Esterlina.
Moedas de Bitcoin e Libra Esterlina.

O Financial Conduct Authority (FCA), órgão regulador do Reino Unido, anunciou nesta quinta-feira (3) que abriu 300 processos relacionados a negócios não registrados. No comunicado, o FCA alerta que muitos deles podem ser golpes envolvendo criptomoedas.

Indo além, o órgão fiscalizador também aponta ter recebido 16.400 consultas sobre possíveis golpes. Além de criptomoedas, os criminosos também golpes envolvendo a falsa promessa de retorno de perdas financeiras.

Através de uma página chamada ScamSmart, o FCA tenta educar os cidadãos britânicos para que os mesmos não caiam em golpes. Embora o banco de dados contenha diversas empresa, o órgão alerta que caso uma empresa não esteja ali listada, não é sinônimo de confiável.

Novas tecnologias, velhos golpes

Sendo uma moeda incensurável, o Bitcoin atraiu a atenção de muitas pessoas ao longo de seus treze anos de história. Além disso, outros também buscam investir nessa e em outras criptomoedas devido aos seus históricos de preços crescentes.

Entretanto, a falta de preparo técnico de alguns possíveis investidores também chamou a atenção de criminosos. Oferecendo retornos garantidos ou oportunidades imperdíveis, seus objetivos são apenas enganar outros e roubar seu dinheiro.

Na nota postada nesta quinta-feira (3), o Financial Conduct Authority (FCA) aponta ter aberto 300 processos relacionados a empresas que não tem permissão para atuar no Reino Unido. Destacando que muitas delas podem ser golpes.

Através de uma página chamada ScamSmart, o FCA permite que usuários realizem pesquisas sobre empresas, mostrando seu estado legal. Indo além, o órgão também afirma que caso o investidor negociar com uma empresa não regulamentada, ele não terá nenhum apoio legal por parte do governo.

Ao pesquisar pelo termo “Bitcoin”, por exemplo, o site retorna empresas não-autorizadas que possuem este termo em seu nome. Como mostrado na imagem abaixo, tais empresas possuem diversas abordagens para fisgar clientes, como mineração e negociação de criptomoedas.

Listas de empresas suspeitas listadas pelo FCA.

Além destas cinco mostradas acima, o FCA afirma que já registrou 300 empresas a serem evitadas por potenciais investidores. Bem como afirma ter recebido cerca de 16.200 consultas de prevenção.

Já em outra página, da International Organization Of Securities Commissions (IOSCO), é possível encontrar tais dados em formato de lista. Um pouco mais extensa, esta lista conta com 443 negócios suspeito e também apresenta dados de outros órgãos, como do Banco Central da Irlanda e da CVM da Espanha.

Lista de empresas suspeitas fornecidas por órgãos reguladores de diversos países. Fonte: IOSCO

Entretanto, o FCA alerta que embora uma empresa não esteja listada ali, isso não significa que ela esteja operando legalmente. Afinal, golpistas pulam de um golpe para outro assim que o antigo for descoberto.

Finalizando, o comunicado também nota que criminosos estão utilizando nome de empresas reais e legítimas, chamadas “empresas clones”, dificultando ainda mais a vida de quem deseja investir embora não possua nenhum conhecimento deste mercado.

Conforme tais golpes são comuns no mundo inteiro, inclusive no Brasil, a recomendação é que o estudo venha antes do investimento, fazendo-o apenas quanto estiver seguro sobre o que está fazendo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias