Forbes: “Corretoras de bitcoin estão morrendo”

Muitas dificuldades para as plataformas!

Siga no
Corvo preto olhando
Corvo

De acordo com um recente relatório publicado pela Forbes, as corretoras de criptomoedas do mundo todo estão morrendo. Isso seria fruto de inúmeros problemas que tem assolado este setor.

Corretoras de criptomoedas estão mesmo morrendo?

De acordo com Clem Chambers, as corretoras de criptomoedas do mundo encontram-se com sérios problemas. Um deles seria a falta de liquidez, fundamental para manter as plataformas em funcionamento.

Clem destacou ainda que não se passa uma semana sem que uma corretora feche suas portas. O analista afirmou que a situação da falta de liquidez se acentuou com o período de bolha de altcoins após 2016. Chambers destacou o recente caso da corretora CoinExchange.io, que por motivos financeiros encerrou sua operação.

Além disso, Clem observou que há muitos projetos de altcoins no criptomercado. Com essa vasta quantidade de projetos, sem uma demanda para movimentá-los, as plataformas acabam gastando esforço e tempo para manter estes operacionais.

Outro ponto que chamou atenção para a fala deste entusiasta é que o mundo não precisa de 2 mil criptomoedas. O Bitcoin, por exemplo, é um projeto de criptomoeda interessante e talvez até haja outros 149 legais. Duas mil moedas digitais ou mais, entretanto, não passa de desperdício.

O analista também alertou para a alta variedade de tokens Ethereum que existem, o que acaba dando quantidade de pares de negociação, mas pouca qualidade.

Regulamentações também podem impactar negócios de corretoras

Para Clem Chambers, as regulamentações também poderão colocar pressão nos negócios. As corretoras são certamente conhecidos pontos de falha, considerando que a tecnologia das criptomoedas propõe o mundo descentralizado.

Com isso, o analista afirmou que não seria de se estranhar ver donos de plataformas do tipo sendo presos em aeroportos dos EUA, por exemplo. Além disso, exchanges iniciantes poderiam sofrer ainda mais com a pressão regulatória. Clem afirmou que será normal ver um encolhimento das operações de empresas do tipo.

Apesar dos problemas atuais, futuro é promissor para o criptomercado

O cenário atual tem muitas indefinições, mas Clem afirma que o futuro é promissor. O analista disse não acreditar que as grandes corretoras de criptomoedas sofram tanto com pressões de governos.

Em outro ponto, afirmou que várias criptomoedas, assim como moedas emitidas pelos governos irão morrer. Com isso, se um caso de uso para corretoras aparecer, uma sobrevida será percebida. O analista lembrou de aplicações com games e cartões de presente, que fariam as moedas digitais circularem mais.

Entretanto, o analista afirma que criptomoedas emitidas por estados podem fazer nova pressão sobre o Bitcoin. Com isso, as corretoras também teriam novos desafios, uma vez que os bancos voltam a ter sua influência.

Clem lembrou que os países que mais manipulam o dinheiro das pessoas são os locais onde as criptomoedas são desprezadas. Por fim, se as corretoras de criptomoedas estiverem realmente morrendo, o cenário é ruim. Contudo, enquanto o Bitcoin e altcoins existirem, as pessoas poderiam ter uma esperança da tão sonhada liberdade financeira.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

30 bilionários possuem bitcoin, mas não falam sobre isso, revela milionário do Twitter

O multimilionário filantrópico Bill Pulte, apelidado de "Bitcoin Bill" após sua entrada no mercado de bitcoin em dezembro de 2019, afirmou em uma live...
Kim Jong-un - Coreia do Norte

Irritado com pandemia, Kim Jong Un executa doleiro

O ditador da Coreia do Norte está bastante irritado com a pandemia do corona vírus e seus impactos na economia, de acordo com a...
Interpol e Lavagem de dinheiro Europol Bitcoin Febraban

Interpol mira Bitcoin contra lavagem de dinheiro

A Interpol e a Europol investigam crimes que acontecem pelo mundo, mirando até o Bitcoin contra lavagem de dinheiro. Uma reunião recente definiu novas...

Últimas notícias

Irritado com pandemia, Kim Jong Un executa doleiro

O ditador da Coreia do Norte está bastante irritado com a pandemia do corona vírus e seus impactos na economia, de acordo com a...

Interpol mira Bitcoin contra lavagem de dinheiro

A Interpol e a Europol investigam crimes que acontecem pelo mundo, mirando até o Bitcoin contra lavagem de dinheiro. Uma reunião recente definiu novas...

“Bitcoin será maior que a Apple, Amazon e Facebook”, diz CEO da MicroStrategy

Em entrevista para a CNBC, Michael Saylor, o CEO da MicroStrategy explicou porque acredita que o Bitcoin é muito superior ao ouro e é...