Economista mais influente do Brasil diz que criptomoedas vieram para ficar

A decisão de não comprar Bitcoin, além de trazer arrependimento, também trouxe lições importantes, segundo conta.

Economista mais influente do Brasil (Forbes)
Economista mais influente do Brasil (Forbes)

Ricardo Amorim, o economista mais influente do Brasil de acordo com a Forbes, maior influenciador brasileiro do LinkedIn e ganhador do Prêmio iBest de Economia e Negócios, publicou um artigo contando o que aprendeu ao decidir não investir em Bitcoin em 2010.

De acordo com o texto, se tivesse investido apenas R$ 100 em Bitcoin quando conheceu a moeda digital, hoje ele teria cerca de R$ 170 milhões. Amorim explica que o medo de que a moeda digital não fosse para frente e o fato de não saber como comprar e guardar na época o fez decidir por não investir na criptomoeda.

“Em 2010, até pensei em comprar alguma coisa em Bitcoins. No entanto, o medo de que ninguém quisesse aquilo no futuro ou de que alguém sumisse com os meus ativos, somado ao fato de eu não saber exatamente como comprar e guardar meus Bitcoins, me fizeram não comprar.”

No ano em que conheceu o ativo digital, o Bitcoin era negociado por apenas um centavo de dólar. Hoje, cada moeda é negociada na faixa de US $ 60 mil dólares. Um investimento de apenas R$ 100 em Bitcoin, portanto, valeria mais de 175 milhões de reais na cotação atual.

“Naquele momento (2010), 1 Bitcoin custava US$0,01 ou R$ 0,017. Atualmente, custa cerca de R$300 mil. R$100 investidos naquela época valeriam aproximadamente R$175 milhões. Se eu tivesse investido -o que não fiz – e mantido o investimento até hoje…”

Economista mais influente do Brasil

Ricardo Amorim é o único brasileiro na lista dos mais importantes palestrantes mundiais do Speaker’s Corner. Ele também é uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil, eleito pela revista Forbes.

Foi apresentador do programa “Manhattan Connection” da Globonews e é o Influenciador latino-americano mais seguido no LinkedIn e Top Voice Influencer em 2016, 2018, 2019 e 2020.

Ganhador do Prêmio Os + Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças em 2017, 2018, 2019 e 2020, um dos melhores podcasts de 2019 e podcast número 1 de empreendedorismo da Apple Podcasts e ganhador do Prêmio iBest de Melhor do Brasil em Economia e Negócios.

Lições aprendidas

A decisão de não comprar Bitcoin, além de trazer arrependimento, também trouxe lições importantes, segundo conta.

De acordo com o texto, Amorim agora diz que investir em Bitcoin teria sido uma escolha com muito mais chances de dar certo do que de dar errado.

“Dessa oportunidade que perdi e de todo o dinheiro que eu poderia ter ganhado e não ganhei, tirei cinco lições importantes:

  1. Deveria ter feito um pequeno investimento em Bitcoin a longo prazo e o encarado como um bilhete de loteria melhorado, com muito pouco a perder e uma eventual possibilidade de ganhar muito;
  2. Os dias das criptomoedas, e particularmente do Bitcoin, como ticket de loteria estão no passado.
  3. Em investimentos de alta valorização, o investidor tem de estar preparado para correções cíclicas muito significativas de preço
  4. Em toda classe de ativos há bons e maus ativos. Com as criptomoedas não é diferente. 
  5. Estou convencido de que as criptomoedas vieram para ficar e compõem uma classe de ativos que precisa ser conhecida por qualquer um que tem um dinheirinho para investir.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias