Ripio anuncia novo country manager para o Brasil

Uma das principais empresas cripto da América Latina, com mais de 2 milhões de usuários. No Brasil, a empresa também é responsável pela Bitcoin Trade, uma dos principais exchanges de criptomoedas do país.

Siga no
Ripio
Ripio

O Grupo Ripio, pioneiro do setor cripto na América Latina, anuncia a chegada de Henrique Teixeira como novo country manager da operação brasileira. O executivo, com mais de 20 anos de carreira e passagem por grandes empresas do mercado financeiro tradicional, terá como missão comandar as marcas Ripio (plataforma de compra e venda de criptomoedas) e BitcoinTrade (exchange) no país, que juntas somam cerca de 1,15 milhão de clientes, e é o segundo principal mercado da companhia, ficando atrás apenas da Argentina.

Teixeira tem mais de 20 anos de carreira e passagem por grandes empresas do mercado financeiro tradicional, como American Express, HSBC e SWIFT.

Na indústria cripto, acumula uma passagem de quatro anos pela Ripple, com destaque para a liderança das operações na Ásia (Singapura) e no Brasil. Ainda na Ripple (protocolo de pagamento distribuído), o executivo também trabalhou como diretor para as Américas, no escritório de Nova York.

“É um momento muito especial da minha carreira e um desafio bem ao estilo que eu gosto e sei fazer, que é ajudar a expandir a operação de uma empresa, consolidando sua posição no mercado  e tracionando resultados para que a marca se torne a maior e mais importante do universo cripto latino. E, no caso da Ripio, com uma missão ainda mais nobre, levar o mundo das criptomoedas a todos os brasileiros de forma simples, segura e didática”, afirma Teixeira.

Formado em engenharia mecânica pela Universidade Mackenzie, Henrique Teixeira é pós-graduado em Administração e Finanças pelo Insper. Possui sólida base de governança corporativa e compliance, em linha com os valores da Ripio, que possui um dos programas mais estruturados de KYC/AML da indústria cripto, que serviu como benchmark para a elaboração de códigos de autorregulação de associações do setor.

Prova disso são as certificações da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) e a passagem como membro do Conselho do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC).

Nova fase

Quando fala sobre ajudar o Grupo Ripio a tornar-se a maior empresa cripto latinoamericana, Teixeira refere-se ao investimento de US$50 milhões recém captado, em uma rodada Série B, liderada pelo Digital Currency Group (DCG), que contou com a participação do fundo Amplo VC e participantes individuais, como Marcos Galperin (fundador e CEO da Mercado Livre) e Martin Migoya (fundador e CEO da Globant). Os recursos ajudarão a fortalecer ainda mais a posição da companhia na América Latina. Atualmente, são mais de 2 milhões de usuários.

De acordo com Teixeira, os recursos serão aplicados para recrutamento de talentos, criação de departamentos, aprimoramento dos processos e expansão do negócio, com lançamento de novos e inovadores produtos. As primeiras marcas de sua gestão já chegaram e outras chegarão em breve ao mercado. São elas:

  • Lançamento do mercado de balcão: líder absoluto na Argentina, a Ripio OTC chegará ao Brasil nas próximas semanas, trazendo além de preços e taxas competititvas, segurança, transparência, confidencialidade e um serviço personalizado para investidores qualificados e empresas.
  • Gamificação: Ripio lançou a melhor e mais completa plataforma do mercado brasileiro, com destaque para a incorporação do RPC, seu, criptoativo nativo, que permitirá aos usuários ganharem recompensas pelas suas atividades na Ripio, além de descontos em taxas. Cada usuário da empresa recebeu cerca de 2.000 RPCs (equivalente a R$ 100) para começar seus desafios.
  • Listagem de novos criptoativos: No último trimestre, a Ripio listou uma série de novos tokens, com destaque para o pioneirismo nos casos dos NFT games AXS, SLP e MANA, mostrando que a inovação é e sempre será uma prioridade da plataforma e um pilar importante em sua estratégia de desenvimento e crescimento. O mesmo acontece com BitcoinTrade, que também está trazendo novas opções, como DOT, para que os clientes diversifiquem suas estratégias de investimento.

Ripio

Uma das principais empresas cripto da América Latina, com mais de 2 milhões de usuários. No Brasil, a empresa também é responsável pela Bitcoin Trade, uma dos principais exchanges de criptomoedas do país.

Desenvolve produtos financeiros baseados na tecnologia Blockchain desde 2013, tendo seu pioneiro na região reconhecido pelo Fórum Econômico Mundial (WEF). Se concentra no desenvolvimento e fortalecimento da nova economia digital, oferecendo alternativas financeiras às soluções bancárias tradicionais para atingir todos os segmentos da população.

Entre seus principais investidores estão alguns dos maiores nomes do Vale do Silício, como Tim Draper, Digital Currency Group e Medici Ventures, entre outros, além de Marcos Galperin (fundador e CEO da Mercado Livre) e Martin Migoya (fundador e CEO da Globant).

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Jack Dorsey, CEO do Twitter e fã do Bitcoin

Empresa de CEO do Twitter quer minerar Bitcoin

A Square, empresa de Jack Dorsey listada na NYSE, quer minerar Bitcoin como estratégia de negócio. A informação foi compartilhada por Dorsey em seu Twitter,...
Pedro-Bial-Hashdex

Pedro Bial testemunha o poder transformador das criptomoedas em campanha da Hashdex

A Hashdex surgiu para democratizar os investimentos em criptomoedas, oferecendo produtos seguros e regulados para todos os investidores. Atuando como ponte entre o mercado...
Símbolo da Binance em meio aos prédios sede endereço

Binance lançará o maior programa já anunciado na criptosfera

Para expandir os recursos do ecossistema Binance Smart Chain e implementá-lo em todo o setor de tecnologia financeira no futuro, a corretora de criptomoedas...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias