Rio Grande do Sul lança edital para estimular a economia

Empresas de hardware e software que trabalham com blockchain podem ser candidatas.

-

Siga no
Chimarrão, cultura do Rio Grande do Sul RS
Chimarrão, cultura do Rio Grande do Sul/Pixabay
Anúncio

O PIB do Rio Grande do Sul é um dos maiores do Brasil e o estado acaba de lançar um edital para startups, que poderão receber até R$ 5,6 milhões.

O Techfuturo tem a finalidade de estimular a economia gaúcha. Para concorrer ao edital, empresas, universidades e até centro de tecnologia foram habilitados. Além disso, o financiamento será destinado à criação de novos produtos, serviços ou processos.

Empresas gaúchas interessadas no aporte podem trabalhar com várias tecnologias. A blockchain, inclusive, é uma das candidatas a criar impactos na economia do estado. Vale o destaque que o governador do Rio Grande do Sul também prepara uma reforma tributária para aumentar a competitividade do setor privado.

RS lançou um edital pró-inovação, que busca atrair startups e impactar economia

Anúncio

Em meio a pandemia do COVID-19 o estado também sentiu os efeitos na economia local. Contudo, o governo já prepara um pacote para incentivar a inovação.

Na segunda-feira (14), o governo do estado lançou o edital do programa Techfuturo, que busca incentivar startups. Com inovações, o governo espera ajudar o grave momento que atravessa o estado, destacou o governador Eduardo Leite.

“A economia mundial está profundamente afetada pela pandemia, e as inovações estão sendo fundamentais para enfrentarmos esse momento. O Rio Grande do Sul, um Estado que sempre foi pioneiro, não pode ficar para trás. Por isso, já havíamos recriado a Sict, lançamos o Inova RS – que mapeou setores estratégicos e matrizes produtivas – e agora temos o Techfuturo, que visa apoiar o desenvolvimento de tecnologias portadoras de futuro para o nosso Rio Grande do Sul”

O governador complementou dizendo que a sinergia entre setor privado e academia pode ser melhorada com apoio do estado. De acordo com o secretário Luís Lamb, para disponibilizar R$ 5,6 milhões de investimentos, há uma parceria com o Sebrae.

O prazo para que as empresas enviem suas propostas é até o dia 29 de outubro. Poderão participar empresas MEI, microempresas e até grandes, desde que vinculadas a uma ou mais ICT.

Tecnologia blockchain é um dos destaques, em softwares ou hardwares

Buscando inovação, o governo gaúcho destacou onze tecnologias apontadas como Tecnologias Portadoras de Futuro. Todas elas foram estabelecidas em um documento chamado de “RS um Estado inovador: diretrizes estratégicas 2018/2028”.

Uma das onze principais tecnologias então é a blockchain, criada há onze anos através do Bitcoin. O governo do Rio Grande do Sul destaca que a blockchain poderá ser utilizada tanto em softwares quanto em hardwares.

Dentre as principais características dessa tecnologia estão a imutabilidade, segurança e transparência. Além disso, com a blockchain o uso de outras tecnologias pode ser melhorado, como a IoT, por exemplo.

Ao todo, os projetos tecnológicos poderão impactar 12 setores, considerados estratégicos no estado, como saúde, educação, games, segurança, agroindústria, entre outros. Vale o destaque que as habilidades com a tecnologia blockchain tem sido uma das principais de 2020, de acordo com o LinkedIn.

Leia o edital na íntegra, disponibilizado aqui neste link.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Coluna do TradingView: Estudo da Semanal – BTC, NEO, BAT e Lend

Bitcoin em claro momento de distribuição no topo de 10mil dólares. Confira como os analistas do TradingView estão olhando para as Criptomoedas durante esse...

Banco Central quer economizar R$ 70 bilhões com moeda digital

O Banco Central do Brasil quer economizar pelo menos R$ 70 bilhões com o lançamento da nova moeda digital. A informação teria sido repassada...

Polícia Civil deflagra 2.ª Fase da Operação Attack Mestre

A Polícia Civil do Estado de Goiás (GO) deflagrou a 2.ª Fase da Operação Attack Mestre, prendendo um famoso hacker da deep web. No...