Sandbox do Banco Central do Brasil destaca solução blockchain

Solução está em ambiente controlado de testes da autarquia.

Siga no
Aplicativo do Banco Central do Brasil em frente a logo da autarquia
Aplicativo do Banco Central do Brasil em frente a logo da autarquia

O Banco Central do Brasil, por meio do seu Sandbox, deu destaque a uma solução com a tecnologia blockchain nos últimos dias. A autarquia estuda várias tecnologias de inovação e promove dois programas para incentivar empresas do setor.

Um deles é o Lift Lab, coordenado pela Fenasbac e Banco Central do Brasil, que analisa empresas em estágio de maturação e não permite que seus produtos sejam testados em clientes reais, podendo ser apresentado por pessoa física.

O outro é o Sandbox BC, ambiente de testes que empresas obtém autorização do Bacen para testar soluções, por determinado período. Esses projetos exclusivos a pessoas jurídicas podem ser de pagamentos ou do setor financeiro, acompanhando projetos mais maduros no mercado.

Sandbox do Banco Central do Brasil destaca solução blockchain

Na última segunda-feira (20), o Banco Central do Brasil destacou em sua página um projeto escolhido no Ciclo 1, que é uma plataforma para emissão e negociação secundária de CCBs.

Esse produto está sendo construído pela Bolsa OTC, uma plataforma digital que permite por meio de uma instituição financeira intermediar operações de crédito entre “agentes superavitários e deficitários”, negociando os títulos dessas operações em um mercado secundário.

Seu criador tem outro projeto ligado ao Lift Lab, que é o Bankhub. No Sandbox BC o Bolsa OTC é uma empresa que deverá utilizar a blockchain para dar mais integridade a transações, segundo nota do Bacen.

“Na Bolsa OTC, a ideia é que os processos de registradora e liquidante de transações de compra e venda de ativos representados de forma digital rodem em uma rede blockchain, assegurando integridade e conformidade regulatória a todos participantes.”

O produto em testes controlados pelo BC deverá funcionar em princípio apenas em operações P2P, que consistem em empréstimos entre pessoas com a finalidade de aproximar empresas de capital fechado que buscam captar recursos no mercado diretamente com investidores.

Sandbox e Lift Lab escolheram o mesmo projeto

Apesar de os dois ambientes de inovação do Banco Central do Brasil terem características diferentes, eles escolheram recentemente um mesmo projeto para apoiar. Mesmo assim, o BC acredita que esse processo é importante para validar o protótipo e permitir que ele chegue ao mercado como uma proposta de valor.

Criado por uma empresa, o projeto consiste de uma plataforma para emissão e negociação de títulos de crédito, em especial Cédulas de Crédito Bancário (CCBs), relacionados ao setor imobiliário.

Com o Lift Lab, a solução foi criada e testada com vários algoritmos de análise de risco ao crédito, com o chefe de inovação da Fenasbac, Rodrigo Henriques, se mostrando satisfeito com o projeto. Ele declarou ainda que o caminho para a inovação é longo e mais iniciativas deverão surgir nos próximos anos para melhorar o Sistema Financeiro Nacional.

“Esse tipo de inovação faz com que o crédito chegue a quem precisa de forma mais barata e eficiente. Na outra ponta, os investidores que financiam os projetos conseguem ter acesso a rentabilidades superiores às do mercado, mostrando como a desintermediação do processo pode ser benéfica à economia”.

O caso mostra também que o Banco Central do Brasil segue atento a soluções envolvendo a blockchain, em um momento que também se prepara para criar sua CBDC, o Real digital.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Robert Kiyosaki

Robert Kiyosaki diz que crash do Bitcoin é uma “excelente notícia” – “Hora de...

Não é segredo para ninguém que o mercado de criptomoedas está em um período bem complicado, com uma correção que começou na virada do...
XP Investimentos e gráficos ao fundo

XP Investimentos lança fundo focado em metaverso

A XP Investimentos e a corretora Rico anunciaram nesta segunda-feira (24) um fundo focado no metaverso, que estará disponível para seus clientes. A XP...

Nova ameaça ao Ethereum? Fantom ultrapassa Solana, BSC e Avalanche

Com o setor DeFi ainda sendo um ponto importante para o mercado de criptomoedas e diferentes ecossistemas, uma rede está se destacando em relação...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias