Semana Mundial do Investidor terá discussões sobre criptomoedas

Tradicional evento conta com apoio da CVM no Brasil.

A Organização Internacional de Comissões de Valores (IOSCO) iniciou na última segunda-feira (3) a edição 2022 da Semana Mundial do Investidor, com temas que vão deste educação financeira até as criptomoedas.

Nos últimos dois anos, em 2020 e 2021, a Semana do Investidor apresentou o tema das criptomoedas no evento para milhares de pessoas pelo mundo que acompanham as discussões.

De fato, o mercado financeiro mundial ganhou mais importância com a chegada da pandemia, com muitos investidores iniciando suas atividades para obter rendas extras. Contudo, os fundamentos desses investimentos mudam e se atualizar pode ser importante.

Semana Mundial do Investidor começa e terá foco em discussões sobre criptomoedas

A edição 2022 terá o com foco em inovações que estão remodelando o mercado, como finanças sustentáveis e criptomoedas, e no atual ambiente desafiador que exige aumentar a resiliência dos investidores.

De acordo com a IOSCO, a campanha começou esta semana com diferentes eventos de lançamento globais e regionais, como as Cerimônias “Toque de Campainha” (Ring the Bell) para Educação Financeira e de Investidores na Nova Zelândia e Polônia, e mensagens de vídeo no Japão e na França, antes de outros eventos regionais de lançamento na Angola e no Brasil.

Neste ano, a presidência do G20 na Indonésia também apoia o evento global para investidores.

A organização disse que, como nos anos anteriores, serão várias atividades para os participantes aprenderem mais sobre educação e proteção do investidor. Entre os palestrantes estão reguladores de valores mobiliários, autoridades financeiras, universidades entre outros mais.

No Brasil, José Vasco da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), destacou que a educação financeira é uma obrigação em um mercado dinâmico.

“A educação do investidor é uma obrigação em um mercado em que os produtos e serviços financeiros disponíveis para investidores de varejo continuam evoluindo e se tornando mais complexos. O comportamento do investidor precisa se adaptar a esse mercado em constante mudança, e isso requer conhecimento e compreensão por parte de todos os envolvidos, o que reguladores, participantes do mercado e outras partes interessadas podem facilitar. A WIW está promovendo esse esforço coletivo.”

Vale lembrar que a CVM está atenta às criptomoedas no Brasil e participando dos debates sobre a regulação do setor com autoridades.

Mensagens sobre criptomoedas serão passadas aos investidores

Como parte desta campanha, a WIW está disseminando mensagens-chave, em inglês, relacionadas à resiliência do investidor, finanças sustentáveis, criptomoedas e prevenção de fraudes e golpes, para facilitar o entendimento por investidores de varejo e público em geral de alguns pontos básicos sobre esses temas.

Segundo Martin Moloney, secretário-geral da IOSCO, essa é uma campanha global para educar os investidores.

“A IOSCO tem o prazer de apoiar uma campanha global que promove a educação do investidor como forma de aumentar a proteção e a confiança do investidor no mercado. Os investidores precisam entender e confiar no mercado para fazer negócios e aproveitar os produtos e serviços financeiros que oferece, com o objetivo de aumentar seu bem-estar financeiro, planejar o futuro e manter a resiliência financeira. Regulação e supervisão são necessárias, mas a alfabetização financeira completa esse trabalho.”

Criada em 1983, a IOSCO tem um site para interessados em acompanhar o evento.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias