Servidores do Detran de Goiás são indiciados por corrupção com suspeita de lavagem de dinheiro com criptomoedas

Investigação acusa servidor de um amplo esquema de corrupção em Planaltina.

Siga no
Polícia Civil de Goiás
Polícia Civil de Goiás

Servidores do Detran de Goiás são suspeitos de cometer atos de corrupção e até lavagem de dinheiro com criptomoedas. Na ação quatro pessoas foram indiciadas pelos crimes.

A Operação Tríade foi deflagrada para apurar o caso investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Planaltina, região do Distrito Federal. A suspeita é que vários crimes de corrupção ativa e passiva foram cometidos, além da lavagem de capital.

Servidores do Detran de Goiás estão sendo investigados na ação, e no momento apenas uma foi indiciada pela operação.

Servidores do Detran de Goiás são investigados em caso de corrupção com lavagem de dinheiro em criptomoedas

A Operação Tríade foi deflagrada na última quinta (22), para investigar um esquema fraudulento em Planaltina, envolvendo despachantes, empresas de vistoria e até servidores do Detran de Goiás.

Durante a operação da polícia civil de Goiás, foram cumpridas dez ordens judiciais, sendo 7 mandados de busca e apreensão, com mais 3 ordens de afastamento da função pública.

As ordens judiciais foram expedidas pela 1.ª Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa e de Lavagem de dinheiro ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores.

O inquérito da polícia de Goiás apurou que duas despachantes credenciadas ao Detran/GO, no município de Planaltina, pagavam propinas a vistoriadores de veículos. Além disso, servidores do órgão também estão envolvidos no esquema, que fazia com que veículos fossem liberados pelo órgão sem o devido cumprimento de requisitos legais.

As investigações ainda apuraram que uma parte do valor pago em propina era prontamente convertida em criptomoedas. Segundo a polícia civil, a prática visava a ocultação do crime, além de dificultar o rastreamento e recuperação dos valores, mas não foi informado se alguma moeda foi apreendida pela investigação.

Policia Civil cumprindo mandados da Operação Tríade
Policia Civil de Goiás (PCGO) cumprindo mandados da Operação Tríade/Divulgação

Até o momento, quatro pessoas foram indiciadas pelas investigações, sendo 2 despachantes, 1 vistoriador e 1 servidora do Detran.

Policiais apreenderam materiais ao cumprir mandados de busca e apreensão
Policiais apreenderam materiais ao cumprir mandados de busca e apreensão/PCGO

Arquivos apreendidos pela PCGO
Arquivos apreendidos pela PCGO

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
PayPal e Bitcoin

PayPal anuncia novo aplicativo para criptomoedas

O PayPal continua apostando nas criptomoedas, após ingressar no criptomercado há cerca de um ano, a empresa revelou seu novo app que traz recursos...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Investidor veterano alerta: “Ethereum está entrando em momento de queda prolongada”

Peter Brandt é um veterano do mercado de investimentos e um nome bem respeitado entre quem acompanha criptomoedas. Peter não é um estranho para o...

“Corretoras de criptomoedas estão em risco”, diz Bloomberg

As corretoras de criptomoedas dos EUA podem estar prestes a enfrentar um grande risco de existência conforme as questões sobre a regulamentação do setor...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias