Sete anos de prisão por roubo de Bitcoin

Um engenheiro chinês tentou roubar a empresa que trabalhava, em um país que é contra as criptomoedas, porém o que chama a atenção é o detalhe que ele pode pegar até sete anos de prisão por roubar o Bitcoin, mesmo tendo devolvido uma parte.

O engenheiro de nome Zhong Mo, de uma empresa chinesa de Pequim, conseguiu roubar de sua empresa 100 Bitcoins, e quando o caso veio a tona e começaram as investigações e na semana passada o mesmo foi preso pela polícia.

O funcionário no decorrer do tempo, antes da prisão havia devolvido 90 BTC a empresa, porém com os 10 BTC restando não deu outra a não ser cadeia nele.

Com razão, roubar no país qualquer moeda e mesmo roubar moedas digitais rende cadeia, porém há na China uma Lei sobre roubo de informações pessoais armazenadas digitalmente, o que rende uma pena de até três anos.

Para azar do ladrão, algumas questões extras de seu caso podem fazer com que sua pena chegue a sete anos atrás das grades pela sua atitude, que ainda está com as investigações abertas.

Esse não é o primeiro caso de roubo de criptomoedas no mundo, recentemente houve casos de roubo a mão armada na Inglaterra e também no Brasil, de forma que a segurança de quem possui criptomoedas está ameaçada.

Obviamente, a questão da segurança em assaltos não envolve a tecnologia, visto que bancos tradicionais, pessoas comuns, loterias, entre outros são assaltados todos os dias no mundo.

Esse no entanto, foi o primeiro caso a ser registrado em Pequim, capital de um dos países que atualmente causou muitos reboliços com as criptomoedas, banindo exchanges do país e ICO também, ainda em 2017.

Quanto ao desfecho do caso, se o engenheiro fez o dever de casa e guardou bem seus Bitcoins em um local seguro, pode ser que as autoridades não consigam reaver essa quantia dos 10 BTC, aguardamos as próximas informações desse caso.

Fonte: livebitcoinnew