Startup faz festas virtuais com criptomoeda durante pandemia

Bilionário russo viu potencial na aplicação e fez grande investimento no negócio.

Siga no
Festas virtuais
Festa/Pixabay

Em tempos de isolamento social, eventos públicos e privados seguem com proibições na maior parte dos países. Para “burlar” essa condição, uma startup que faz festas virtuais, com uso até de criptomoeda, tem chamado atenção durante a pandemia do novo coronavírus.

As chamadas festas virtuais se tornaram populares durante a pandemia, com artistas recorrendo ao digital para continuar seus trabalhos. Entre lives pelo Facebook e YouTube, até músicas já foram lançadas por diversos artistas, mostrando que a adaptação tem sido buscada pelos artistas.

Para aqueles que buscam maior espaço no digital, poderiam até encontrar ajuda com a startup Sensorium. O negócio chamou tanta atenção que um bilionário russo resolveu aportar na empresa um investimento, para crescer os negócios, que são de potencial.

Startup que faz festas virtuais com uso de criptomoeda baseada em Ethereum chama atenção durante pandemia

Em tempos de isolamento social, o setor de eventos passa por um momento preocupante em todo o mundo. A alternativa para muitos artistas foi buscar refúgio no digital, que certamente é uma opção para manter suas atividades com a pandemia do COVID-19.

Criada para produção de festas virtuais, a Sensorium é uma das empresas que tem empregado inovações no setor. Com uso da realidade virtual, a festa não parou para os clientes da empresa, mas se adaptou ao novo momento.

Através da Sensorium Galaxy, por exemplo, os clientes podem participar de festas virtuais e até usar a criptomoeda da empresa para gastar na festa. O chamado Senso Token é a criptomoeda da Sensorium, criada pela rede Ethereum (padrão ERC20), já listada nas corretoras Kucoin, HitBTC e Bitcoin.com.

A criptomoeda tem a função de permitir aos participantes da festa virtual a compra de acessórios. Além disso, a socialização das festas é um dos diferenciais, enquanto avatares personalizados se interagem com uso da realidade virtual.

Bilionário russo aposta na ideia, apontou Bloomberg

Se a Sensorium desperta dúvida sobre ter um grande potencial para realização de festas virtuais, isso tem sido colocado de lado depois do interesse que despertou em um grande investidor. O bilionário russo Mikhail Prokhorov, um magnata CEO de uma grande empresa de mineração de ouro, é um dos que aposta no sucesso da Sensorium.

De acordo com a Bloomberg, Mikhailé um dos investidores do projeto, já tendo aportado U$ 100 milhões desde 2018, cerca de R$ 550 mi. A Bloomberg apontou que os recentes investimentos de Mikhail tem focado em atividades que ele gosta, como basquete e festas.

Até 2019, o bilionário russo era dono do time de basquete profissional de Nova York, Brooklyn Nets, ou seja, ele é investidor de vários mercados e tem demonstrado apoio ao projeto de festas virtuais com uso de criptomoeda.

A Sensorium é uma startup que está baseada nas Ilhas Cayman, território britânico próximo de Cuba. A empresa tem feito várias festas com DJs famosos durante a pandemia, a atrai a atenção de quem busca curtir bons momentos com uso da tecnologia. Cabe o destaque que a Sensorium também é parceira da Epic Games, criadora do Fortinite.

O novo serviço de festas virtuais pode alavancar os negócios da startup, que vê as festas presenciais proibidas em vários países. A realidade virtual, assim como a blockchain, são tecnologias emergentes e apostas para o futuro.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

“Perdi meu amigo”, diz homem que viu amigo entrar em depressão após bitcoin cair...

Comprar bitcoin por $ 20 mil em 2017 foi um risco que muita gente assumiu. Para alguns esse risco resultou em situações complicadas tendo...
Samy Dana

“Pessoal do Bitcoin me odeia, mas não entende o que eu falo”, diz Sammy...

Samy Dana é uma figura conhecida no criptomercado brasileiro, sendo até mesmo um meme na comunidade por causa de suas opiniões negativas sobre o...

Hackers derrubam TRF1 e vazam dados de concursos e funcionários

Hackers continuam derrubando sistemas do governo. Dessa vez, o grupo hacker @CIllucionLab assumiu autoria de um vazamento de dados do Tribunal Regional Federal...

Últimas notícias

“Pessoal do Bitcoin me odeia, mas não entende o que eu falo”, diz Sammy Dana

Samy Dana é uma figura conhecida no criptomercado brasileiro, sendo até mesmo um meme na comunidade por causa de suas opiniões negativas sobre o...

Hackers derrubam TRF1 e vazam dados de concursos e funcionários

Hackers continuam derrubando sistemas do governo. Dessa vez, o grupo hacker @CIllucionLab assumiu autoria de um vazamento de dados do Tribunal Regional Federal...

Polícia da China apreende R$ 22 bi em criptomoedas do maior golpe com Bitcoin

A polícia da China apreendeu pelo menos $ 4 bilhões em criptomoedas. Do valor, foram apreendidos uma grande quantidade de bitcoins, cerca de 1%...