Startups de blockchain comandadas por mulheres podem ganhar incentivo exclusivo

-

Siga no
Anúncio

O SiliconVal.ly Institute lançou no país o Brazilian Women in Tech (BRAwit), programa de aceleração para startups lideradas por mulheres, com inscrições até o dia 30 de novembro.

Este é o primeiro projeto da instituição exclusivo para empresárias brasileiras. Serão escolhidas 15 startups. Empresa que oferecem soluções baseadas em blockchain também podem participar do processo.

“Nós assumimos como missão capacitar as mulheres brasileiras em sua jornada em empreendedorismo tecnológico, compartilhando estratégias, frameworks, ferramentas, tecnologias e tudo que há de mais inovador no ecossistema do Vale do Silício”, explica Tommaso Di Bartolo, fundador e presidente do SiliconVal.ly Institute.

Anúncio

A procura é por startups de mercados altamente disruptivos como blockchain, IOT, robótica, inteligência artificial, sistemas autônomos, visão computacional e computador quântico.

O processo seletivo durará três meses e será composto por três etapas: triagem, entrevista e pitch. As 15 melhores ranqueadas serão levadas, durante o programa, a desmontar o status quo e reconstruir sua startup em escala global.

“A cada encontro, elas serão levadas a sair de sua zona de conforto e implementar as mesmas práticas de inovação que utilizamos no Vale do Silício em seu modelo de negócios, tecnologia, desenvolvimento do produto, propriedade intelectual e na estratégia go-to-market e fundraising”, pontua Di Bartolo.

O BRAwit contará com duas fases. A primeira será remota, de janeiro a março de 2020, sendo encerrada com um DemoDay para investidores anjos e fundos de investimento nacionais e internacionais.

Já a segunda levará as cinco melhores startups para aceleração no Vale do Silício, de maio a julho do mesmo ano.

Ao final do período de imersão, também participarão de um DemoDay, mas desta vez, em São Francisco.

Além disso, as participantes do BRAwit receberão o Selo “We are SiliconVal.ly”, representando que é startup membro, o que as garantirá acesso vitalício a eventos exclusivos e uma rede de networking.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Leia mais

Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...
Rede social Twitter e Bitcoin (Blockchain)

Blockchain é o futuro do Twitter, afirma Jack Dorsey

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, participou nessa sexta-feira (25) do Oslo Freedom Forum 2020. Durante a conversa, Jack deixou claro que a tecnologia...

Últimas notícias

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...

Blockchain é o futuro do Twitter, afirma Jack Dorsey

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, participou nessa sexta-feira (25) do Oslo Freedom Forum 2020. Durante a conversa, Jack deixou claro que a tecnologia...