Trader de Bitcoin profissional não existe, diz autoridade financeira

Cuidado com os supostos profissionais que atuam na área, principalmente os que tiverem "carteirinha".

Trader com olhar atento para negociações e gráficos de Bitcoin
Trader com olhar atento para negociações e gráficos

Segundo uma nova publicação de uma autoridade financeira e de proteção ao consumidor, não existe trader profissional de Bitcoin. A fala chega após uma explosão de influencers e pessoas pela internet se assumirem como analistas de mercado com especialidade no assunto.

Por trader entende-se aquele profissional que negocia a compra e venda de determinado ativo para ganhar dinheiro com sua atividade.

No mercado financeiro tradicional, essa é uma profissão regulada e que tem suas implicações. Contudo, no mercado de criptomoedas ainda não há nada que limite a atuação de pessoas no mercado.

Trader de Bitcoin profissional não existe, diz DFI nos EUA

Mesmo com essa profissão atraindo pessoas para o mercado de criptomoedas nos últimos anos, principalmente aqueles que gostariam de ganhar uma renda extra, ainda não há regulamentos.

No Brasil, na cidade de São Paulo, um vereador apresentou um projeto de lei para criar o “Dia do Trader de Criptomoedas”, em uma busca pela regulamentação da profissão.

De qualquer forma, nem no Brasil e nem nos Estados Unidos essa é uma profissão com regras definidas. E foi justamente isso que lembrou o Departamento de Instituições Financeiras (DFI) a população do Estado de Washington.

“A DFI recebeu recentemente um inquérito sobre uma pessoa que afirma ter uma “licença de trader de Bitcoin” emitida pela cidade de Seattle. Esta licença é fraudulenta e provavelmente representa uma tentativa de enganar o destinatário.”

Segundo o órgão público, os profissionais de investimento do país ainda não são autorizados a trabalhar com criptomoedas. Segundo eles, nenhum estado dos EUA emite tal licença profissional, conforme foi apresentada a um investidor por um golpista recentemente.

Trader apresentou carteirinha para investidor, isso é falso

No alerta compartilhado pela DFI, o trader chegou a apresentar um documento para comprovar ter legalidade para operar criptomoedas nos EUA. Contudo, a autoridade lembra que não existe tal documento, devendo as pessoas desconfiarem sempre que se depararem com tal situação.

“Antes de fazer negócios com qualquer pessoa que afirme ser um trader de criptomoedas, os investidores devem verificar o status de registro da pessoa. Nesse caso em particular, a “licença de trader de Bitcoin” falsificada incluía um suposto número de registro “NMLSR”.”

Esse registro pode ser válido para regulamentar várias atividades, dentre as quais o trade de criptomoedas não é incluído. Ou seja, caso o cliente tivesse pesquisado na base nacional o cadastro falso, ele já saberia que a carteirinha era falsa.

No mercado de criptomoedas, operar com traders profissionais de criptomoedas, e até terceirizar as moedas, são práticas desaconselhadas, visto o alto registro de golpes nos últimos anos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias