X

Trader Veterano faz previsão devastadora para Bitcoin

Peter Brandt é um famoso e veterano trader - Reprodução/Youtube

Um veterano e famoso trader, Peter Brandt, compartilhou sua visão sobre o Bitcoin, que pode cair drasticamente. O momento da fala do trader não é nada bom para a moeda, que perdeu muito valor nos últimos dias.

Peter Brandt certamente possui propriedade para falar sobre trades, uma vez que é autor de dois livros sobre o tema. Além disso, é um dos analistas da Factor, empresa que produz pesquisas de mercado.

Sua visão de curto prazo para o Bitcoin, contudo, não é nada animadora. Para Peter, o mercado tem reagido mal na construção de preços para a moeda digital, principalmente nas últimas semanas.

Trader veterano mostra sangue-frio em análise, que aponta que Bitcoin pode cair muito de preço

A crise de 2020 já é apontada como uma das maiores de todos os tempos. Isso porque, após vários casos de coronavírus, o preço de vários ativos de investimentos passaram a cair drasticamente.

Com enorme correlação com ativos de bolsas, o Bitcoin não ficou imune a tais quedas. Para Peter Brandt, um trader veterano e que já passou por várias crises, o momento é de valorizar o capital.

Peter afirmou que além de ter vivido vários ciclos de mercado, analisa vários ativos de uma só vez. O analista já havia colocado o preço do Bitcoin com visão de baixa, apontando que U$ 5500 não seria uma região estranha para a moeda digital.

Contudo, após o preço do Bitcoin cair mais que 45%, no pior dia de sua história, o trader revisou sua projeção. Para espanto de vários, Peter Brandt apontou que a análise gráfica do Bitcoin não deve levar em conta nenhum viés. Ou seja, para o veterano, a análise, seguindo sangue-frio, leva a crer que a moeda pode chegar abaixo de U$ 1 mil por unidade.

Se eu interpretar o gráfico sem viés, diria abaixo de U$ 1000

Experiência de mercado ajuda em momentos difíceis, afirmou veterano trader de Bitcoin

A experiência de mercado é fundamental para a tomada de decisões de investimento, apontou Peter. O veterano trader apontou que acredita que quatro razões são determinantes para sua calma neste momento de pânico global.

Quatro razões pelas quais sou swing Trader, sempre uso Stops e permaneço líquido em minhas contas:

1. 1987; 2. 2000; 3. 2007-2008; 4. 2020 [Todos anos de crises]

Minha lealdade é ao meu capital, não a qualquer mercado

Peter Brandt é considerado famoso dentre traders de criptomoedas, visto que é um dos traders que apontou o preço de U$ 20 mil do Bitcoin em 2017. Ou seja, Peter já mostrou crença na moeda, mas não é este o momento de otimismo, de acordo com suas últimas visões.

Trader Brasileiro compartilhou sua visão com o Livecoins sobre o momento do preço do Bitcoin

De acordo com Leonardo Gravina, que também produz análises para o Trading View e Apollo Trade, o momento é de cautela. Para Leonardo, quem tem dinheiro para investir em criptomoedas, ou até na bolsa, alocações graduais são importantes, ou seja, não devem ser realizados investimentos em apenas uma faixa de preços.

Bateu U$ 6 mil no Bitcoin, todo mundo pensou agora vou comprar. Contudo, bateu U$ 4500, ou seja, um prejuízo de 25% para quem comprou de uma só vez. Nada reverteu a queda, nada encerrou a queda, ainda estamos em queda

Para Leonardo Gravina, o Bitcoin é muito volátil para ser considerado uma reserva de valor hoje. Dessa forma, as melhores reservas de valor seriam ouro, títulos de dívida americana e o dólar.

Hoje o Bitcoin é a classe de ativo mais volátil do mundo. Daqui a dez anos, porém, poderá se mostrar uma boa reserva. nessa crise que estamos vivendo não.

E os investimentos em altcoins? Como um trader deve proceder neste momento de queda?

As altcoins também acompanharam a queda do Bitcoin, com todo o mercado de criptomoedas perdendo valores significativos. O Ethereum (ETH), por exemplo, chegou a ter seu preço em dois dígitos de dólar.

Para Leonardo Gravina, o momento é de balancear as perdas em altcoins, mantendo as porcentagens. O trader afirmou que possui dez altcoins em seu portfólio de investimentos.

Três delas [altcoins] caíram 1 ou 2%, outras 20%

Com isso, uma boa opção seria tirar um pouco de dinheiro das altcoins que caíram menos. Após isso, readequar nas altcoins que caíram mais. Para Leonardo, esse reequilíbrio é importante para manter percentuais, mesmo que o saldo fique menor.

Bancos Centrais poderão salvar Bitcoin de queda livre?

Tudo indica que os bancos centrais vão imprimir uma massiva quantidade de dinheiro para salvar as economias. O FED, Banco Central dos EUA, por exemplo, anunciou uma injeção de liquidez na economia, imprimindo U$ 1,5 trilhão de dólares.

Esse volumoso capital irá para resgatar a economia da crise, que já é considerada perigosa. As ações das bolsas eventualmente poderão subir, com uma melhora nos ânimos dos investidores com uma intervenção estatal.

Considerando a correlação do Bitcoin com ativos de alto risco, a moeda poderia ser salva pelos BCs. Vários países já preparam uma série de impressões em massa de dinheiro, que salva no curto prazo, inflaciona no longo.

Por fim, na quinta (12), data em que o pacote de recuperação foi anunciado, os traders ainda operaram vendidos nas bolsas. Ou seja, não se sabe até que ponto os bancos centrais conseguirão controlar a crise financeira e, além disso, se esta recuperação respingará no Bitcoin.

Artigos relacionados
Deixar comentário