Após ser criticada, Trezor diz que vai remover função que acaba com privacidade

Recentemente a Trezor chamou a atenção de muitos investidores e da comunidade de criptomoedas por causa da integração do protocolo AOPP (Address Ownership Proof Protocol), um tipo de sistema de KYC para identificar usuários.

Por causa do feedback negativo da comunidade, a Trezor voltou atrás e disse que irá desistir da implementação da AOPP.

A notícia da mudança de planos da Trezor foi anunciada no Twitter da companhia, com a Trezor afirmando que vai remover o AOPP na próxima atualização da Trezor Suite, em fevereiro.” 

 

A decisão foi explicada com mais detalhes no blog oficial da companhia onde eles elaboraram melhor sobre a decisão de remover o AOPP na próxima atualização.

A equipe por trás de uma das mais famosas carteiras hardware de criptomoedas destacou que a decisão veio depois da análise da resposta da comunidade ao assunto.

“Depois de uma cuidadosa consideração do recente feedback, nós vamos remover o Address Ownership Proof Protocol (AOPP) na nossa próxima atualização do Trezor Suit. O pedido de remoção relevante já foi submetido ao GitHub.”, afirmou o site.

O post no blog também tentou amenizar toda a situação e o feedback negativo que eles receberam nos últimos dias, afirmando que o AOPP não é nada significante para o ecossistema da carteira.

“Enquanto você pode nunca ter ouvido falar disso, o AOPP é uma forma de assinar uma mensagem e provar a propriedade de uma conta de saque (…) Apesar de ser um protocolo útil para alguns dos nossos clientes e não tem efeito nenhum em outros clientes, não é algo essencial e foi criado em cima de uma ferramenta já existente.”

Com isso, ainda fica uma dúvida, se não é algo assim tão importante ou que faça muita diferença, porque o AOPP foi implementado goela abaixo dos usuários?

AOPP é removido da Trezor por causa da reação da comunidade

A Trezor revela que o motivo real para a remoção do AOPP é justamente a resposta da comunidade em relação a atualização, afirmando que eles entendem o como o recurso pode ser interpretado como algo bastante negativo.

“Nós entendemos o quanto esse recurso pode ser percebido e nós somos contra as regulamentações que exigem AOPP. Adotar o recurso foi um pequeno passo em melhorar a usabilidade para uma porção de nossos clientes que acesso restrito ao Bitcoin. Não foi um passo dado por pressão externa, regulatória o não.”

Agora a Trezor diz que vai remover a função, que segundo ela ajudava alguns de seus clientes, mas com certeza preocupava muitos outros em relação a empresa manter um registro de KYC, algo que vai contra os ideais de muitos membros do criptomercado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias