Um milhão de dólares por dia: o incrível ‘salário’ do CEO da Coinbase

Brain Armstrong pode receber mais de US $ 3 bilhões nos próximos 10 anos.

Siga no
Brian Armstrong
Brian Armstrong

A alta do Bitcoin de março de 2020 até março de 2021 fez surgir 100 mil novos milionários no mundo, de acordo com dados do site Bitinfocharts. Pelo menos cinco se tornaram bilionários, de acordo com a Forbes, incluindo os irmãos Winklevoss, co-fundadores da corretora de criptomoedas Gemini.

No topo da lista está o CEO da Coinbase, Brain Armstrong. O fundador da maior corretora de criptomoedas dos EUA tem um patrimônio líquido de 11,5 bilhões. Ele agora é uma das 500 pessoas mais ricas do mundo, à frente dos CEOs do Snapchat e do Twitter.

Após receber um salário mensal de um milhão de euros em 2020, o novo bilionário pode ganhar mais de 3 bilhões de dólares nos próximos dez anos, cerca de um milhão de dólares por dia útil, de acordo com a Bloomberg, que cita este acordo de compensação como “um dos mais generoso dos EUA”.

Fundada em 2012, a empresa se tornou um gigante das criptomoedas, graças à febre global do Bitcoin. A popularidade da corretora aumentou significativamente nos últimos meses após a alta das criptomoedas.

3 bilhões

Em 2020, a corretora registrou uma receita de US $ 1,1 bilhão e lucro de US $ 322 milhões. A empresa agora está avaliada em US $ 100 bilhões e seu IPO promete ser um dos mais promissores desde o Facebook.

Armstrong recebeu 9,3 milhões de opções de ações, ou 3,8% dos ativos da empresa. A meta das ações era de US $ 374 no momento do IPO, o que daria a ele cerca de 3 bilhões de dólares.

Isso é a estimativa mais baixa: se as ações continuarem a subir nos próximos anos, a fortuna será ainda maior.

Esses montantes ilustram a última tendência de conceder grandes “ações gratuitas” a CEOs de empresas que estão se preparando para IPO.

Essas transações são necessárias para manter o fundador à frente da empresa, uma garantia de estabilidade. Outros exemplos recentes de remuneração exagerada incluem Alex Karp, cofundador e CEO da Palantir Technologies, que receberá opções de ações no valor de mais de US $ 1 bilhão na próxima década.

Quanto a Frank Slootman, CEO da Snowflake, uma startup de hospedagem de dados baseada em nuvem, ele receberá opções de ações avaliadas em cerca de US $ 80 milhões por mês durante quatro anos.

Para Brian Armstrong, é claro, isso depende da condição de que as criptomoedas não tenham entrado em colapso até então. Existem aqueles que preveem um Bitcoin de um milhão de dólares e aqueles que, como Nouriel Roubini, afirmam que “seu valor é inferior a zero”, será difícil para o CEO antecipar um plano de aposentadoria confortável.

Para Armstrong, que tem 38 anos, todos os esforços e árduo trabalho realizado nos últimos nove anos têm conduzido a este momento. Ele conseguiu empreender nos Estados Unidos, onde muitas corretoras falharam devido a restrições regulatórias.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Repressão global às criptomoedas pode estar chegando, alerta CEO da Kraken

Recentemente o Bitcoin e várias outras criptomoedas tiveram uma alta surpreendente, com muitas alcançando novas máximas históricas (como é o caso do Bitcoin e...

Dogecoin passa banco Itaú, Santander e Bradesco em valor de mercado

Dogecoin, a criptomoeda feita como uma piada, surpreendeu o mundo após disparar 150% em poucas horas e ser negociada por um valor recorde de...

Pelé terá coleção NFT na plataforma Ethernity

Edison Arantes do Nascimento, conhecido mundialmente como Pelé, é o mais famoso jogador de futebol da história e é um grande ícone para os...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias