Venezuela prende seis mineradores de Bitcoin em nova operação

Ministério Público mandou mineradores para prisão por desobedecer às regras locais.

Siga no
Venezuela e Mineração de Bitcoin
Venezuela e Bitcoin

Uma operação da Polícia de Inteligência na Venezuela prendeu seis mineradores de Bitcoin que estariam operando no país sem autorização.

O governo de Nicolás Maduro criou uma agência estatal que regulamenta o setor, chamada de Sunacrip. Assim, quem tiver o interesse de iniciar uma fazenda de mineração de Bitcoin, ou qualquer outra criptomoeda, deve informar as autoridades e obter uma licença de autorização.

Vale o destaque que essa licença deve ser obtida independente da quantidade de equipamentos que estarão conectados a rede. Nos últimos meses, várias operações policiais acabaram com fazendas em residências, consideradas operações clandestinas.

Venezuela conduz nova operação contra mineradores de Bitcoin e prende mais seis pessoas

De acordo com o portal Nueva Prensa de Guayana, seis pessoas foram presas em uma operação da Divisão de Inteligência e Estratégias Policiais (DIEP). Em apenas uma das ações de repressão aos mineradores de Bitcoin, cinco pessoas foram presas na ação.

Como esses mineradores operavam sem autorização do governo, foram encaminhadas a uma delegacia e tiveram todos os seus equipamentos apreendidos pela polícia. Foram presas duas mulheres, uma de 40 e outra de 37 anos, e três homens, um de 45, um de 38 e outro de apenas 20 anos.

A ação aconteceu após denúncias da própria população no Ministério Público, que enviou um agente para cumprir os mandados na residência.

Mineradores de Bitcoin são presos na Venezuela
Mineradores de Bitcoin são presos na Venezuela/Nueva Prensa

Em outra ação da polícia local, foi presa mais uma pessoa, com seis máquinas de mineração de Bitcoin. Na sala principal do apartamento as máquinas foram encontradas e uma mulher de 50 anos foi levada pela polícia, acusada de minerar criptomoedas ilegalmente.

As ações da polícia local costumam apreender as máquinas, encaminhadas assim para a Sunacrip, divisão de criptomoedas do país.

Essa ação acontece após menos de um mês de diferença para outra, quando militares apreenderam máquinas de Bitcoin apreenderam 411 ASICs na cidade de Barinas. Na mesma data, outras 56 máquinas foram apreendidas no município de Agua Blanca, mostrando que a polícia da Venezuela intensificou a caça aos mineradores de Bitcoin que consideram ilegais.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Vista da cidade de Miami

Criptomoeda de Miami será listada em primeira grande corretora

A cidade de Miami está para lançar sua própria criptomoeda, que já recebeu a confirmação de que será listada em uma grande corretora do...

ETF 100% Ethereum estreia hoje na B3

Nesta quarta (04) foi lançado o ETF 100% Ethereum na B3, bolsa brasileira. O fundo foi desenvolvido pela gestora QR Asset Management, a mesma...

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias