Visa compra NFT por mais de R$ 800 mil

Siga no

Apesar da onda dos NFTs ter perdido parte da sua força, ainda temos grandes nomes interessados nessas artes digitais com a gigante do processamento de pagamentos Visa gastando quase R$ 900 mil para comprar um token. De acordo com a empresa, a compra do NFT faz parte da tradição da Visa de colecionar artefatos comerciais históricos.

O anúncio da compra foi feito pela própria Visa através do Twitter, informando que comprou o “CryptoPunk #7610”. 

Os CryptoPunks são alguns dos NFTs mais antigos da blockchain Ethereum e realmente têm alguns dos mais valiosos itens dentro do mercado de tokens não fungíveis.

“Nos últimos 60 anos a Visa construiu uma coleção de artefatos comerciais históricos – Desde os cartões de crédito em papel até as máquinas de cartão de crédito zip-zap. Hoje nós entramos na nova era do comércio de NFT, a Visa dá as boas vindas ao CryptoPunk #7610 à nossa coleção.”

De acordo com um comunicado oficial da Visa, o interesse nos NFTs não está apenas na possibilidade de aumentar a sua coleção, mas sim na possibilidade de que esse mercado ficará bem mais forte no futuro. Cuy Sheffield, especialista em NFT da Visa afirmou que acha que os NFTs terão um papel importante no futuro do mercado varejista, comércio, entretenimento e redes sociais.

Além disso, Sheffield explicou que a compra serviu como uma forma de aprender sobre como funciona o mercado NFT para ajudar os clientes da Visa a entrarem nesse setor no futuro.

“Primeiro e mais importantes, nós queríamos aprender (sobre as NFTs). Nós acreditamos que as NFTs terão um papel importante no futuro do comércio, varejo, redes sociais e entretenimento. Para ajudar nossos clientes e parceiros a participar desse mercado, primeiro precisamos ter um entendimento em primeira mão dessa infraestrutura e dos requerimentos para uma compra global.”

Já a escolha da compra de um CryptoPunk é porque a Visa queria deixar claro o suporte dela para os criadores, colecionadores e artistas.

“Nós também queremos demonstrar nosso suporte para os criadores, colecionadores e artistas desenvolvendo o futuro do comércio NFT.”

A empresa acha que os NFTs têm o potencial de acelerar a economia para criadores e também incentivar que indivíduos criativos tentem viver a partir de sua arte e do comércio digital.

Nem todo mundo concordou com a Visa

O que é curioso e chama a atenção é que alguns membros da comunidade de NFTs ficaram “com a pulga atrás da orelha” com esse apoio da Visa ao mercado de tokens não fungíveis. Isso porque a processadora de pagamentos no passado já tomou várias ações que prejudicaram o criptomercado.

O usuário Crypto Bitlord exemplificou bem esse contraste de opiniões da Visa.

“É, mas, pera aí, por que você ainda cancelou a minha conta por negociar criptomoedas?”

Outro usuário respondeu: “porque você negociar com criptomoedas não dá dinheiro para eles, enquanto eles negociarem cripto fariam eles ganhar bastante. A casa sempre ganha.”

Com a Visa falando que quer ajudar futuros usuários e parceiros a entrar no mercado, é claro que ela pretende incentivar o setor para lucrar com o mercado crescente.

“Que loucura, eu não posso nem comprar criptomoedas com meu cartão Visa porque o RBC bloqueia por motivos de segurança. Talvez vocês deveriam falar para eles que é tranquilo já que vocês também estão comprando?”

Como era de se imaginar, nem todo cripto-libertário ficou contente com uma gigante dos pagamentos se envolvendo com um setor que, tem como objetivo, substituir essas grandes empresas e suas práticas centralizadas e muitas vezes controladoras.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Mão segurando Bitcoin com bandeira de El Salvador

Brasileiros foram a El Salvador acompanhar adoção do Bitcoin

O mundo parou para ver El Salvador começar a usar Bitcoin como moeda de curso legal no dia sete de setembro, e dois brasileiros...
Queda da Dogecoin DOGE despenca desvalorização brasileiro

Brasileiro perde R$ 2,6 milhões com queda da Dogecoin, mas ainda acredita na moeda

O brasileiro que mora nos Estados Unidos, Glauber Contessoto, perdeu R$ 2,6 milhões em Dogecoin com a recente queda da moeda no mercado. O fenômeno...
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias