Visa convoca empresas interessadas em emitir cartões recarregados com criptomoedas

Startups e outras empresas que desejam facilitar pagamentos com criptomoedas podem se tornar parceiras da gigante dos pagamentos

-

Siga no
Anúncio

A Visa, gigante do mercado de pagamentos já sinalizou interesse com relação ao Bitcoin. E além de já ter demonstrado que acredita na criptomoeda como uma ferramenta para realizar pagamentos, a empresa parece ter dado um passo adiante. Isto porque a Visa fez uma convocação para empresas interessadas em receber pagamentos por meio de ativos digitais.

O anúncio foi feito pelo Twitter por Cuy Sheffield, CEO da Visa para a área de criptomoedas. Em sua mensagem ele fez um convite para todos os serviços de carteira de ativos digitais interessados para que integrem um programa de pagamento unificado da empresa. Chamado de Fast Track Fintech, a ação pode abrir interessantes opções de pagamentos aos clientes.

Anúncio

Trata-se de uma espécie de programa de afiliados da Visa, que quer aproveitar a facilidade que as carteiras digitais oferecem para transações com criptomoedas. Este passo que a empresa está dando vem de uma parceria feita com a Coinbase ainda em 2015.

O objetivo é integrar tarifas da companhia na corretora. Recentemente, a união dos serviços ficou ainda mais consolidada, pois a plataforma começou a mostrar as principais taxas de débito que permitem o uso final autorizado com Bitcoin.

O papel estratégico da Visa no mercado de criptomoedas

A contratação de Cuy Sheffield para a área de criptomoedas tem um objetivo claro por parte da Visa. Seu trabalho é criar estratégias para o uso do ativo na empresa. Por meio de suas opiniões, que trazem à tona várias experiências positivas para os usuários de moedas digitais como o Bitcoin, torna-se claro seu papel estratégico.

Em seus tweets recentes, o CEO indicou que existem 55 milhões de pontos de venda que aceitam pagamentos com a Visa ao redor do mundo. Com a integração entre a companhia e o criptomercado, ele destacou a possibilidade de clientes receberem criptomoedas por meio de programas de recompensa, além de fazer transações diversas com Stablecoins.

A Visa também tem fortalecido suas pesquisas em diferentes pontos envolvendo criptomoedas.

Embora tenha se retirado recentemente, é importante lembrar que a companhia chegou a integrar o time de apoio a Libra, ativo digital do Facebook. Seja como for, há uma inclinação cada vez maior por parte da empresa em começar a incluir Bitcoin e outras moedas digitais em suas transações.

Desta forma, será interessante ficar de olho nos próximos movimentos da companhia para ver que decisões ela tomará em prol dos participantes do criptomercado.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Leia mais

Baleia de Bitcoin

Baleia de Bitcoin promove competição que pode dar R$ 10 mil

Uma competição inusitada foi proposta nos últimos dias para testar uma nova funcionalidade da Bitfinex. Isso porque, uma famosa baleia de Bitcoin promove em...
Venezuela e Bitcoin

Quais os riscos da Venezuela minerar Bitcoin?

A Venezuela publicou um novo decreto mostrando que deve começar a minerar Bitcoin, mas alguns riscos podem envolver a prática. No país, há uma...
Nouriel Roubini

Nouriel Roubini ataca DeFi: “é um vaporware”

O termo DeFi toma as manchetes do mercado de criptomoedas e de economistas renomados em 2020. De acordo com o analista financeiro Nouriel Roubini,...

Últimas notícias

Quais os riscos da Venezuela minerar Bitcoin?

A Venezuela publicou um novo decreto mostrando que deve começar a minerar Bitcoin, mas alguns riscos podem envolver a prática. No país, há uma...

Nouriel Roubini ataca DeFi: “é um vaporware”

O termo DeFi toma as manchetes do mercado de criptomoedas e de economistas renomados em 2020. De acordo com o analista financeiro Nouriel Roubini,...

Justiça vai atrás de exchanges internacionais em ação de R$ 65 milhões contra a Atlas Quantum

A Justiça de São Paulo determinou que oito exchanges internacionais promovam o bloqueio de qualquer ativo digital depositado pela Atlas Quantum. A decisão foi proferida...