Wall Street está negociando contratos futuros de Bitcoin como nunca antes

Isso está atraindo a atenção dos peixes grandes (investidores institucionais) e é aí que os verdadeiros fogos de artifício vão começar a voar.

Siga no

No dia 4 de abril, dois dias após a alta de preço do Bitcoin, que passou a ser negociado a US $ 5.000 (antes US $ 4.000), a Chicago Mercantile Exchange (CME) – empresa que negocia contratos futuros de bitcoin – anunciou que o volume de negociação de contratos futuros do Bitcoin havia batido recorde.

Em um Tweet, a CME disse que 112.700 Bitcoins foram negociados, o equivalente a US $ 563 milhões (R$ 2.1 bilhão). É uma soma muito alta e chegou perto de coincidir com o volume combinado das dez principais corretoras do mundo, que somaram US $ 685 milhões.

Investidores de varejo e “hodlers” tendem a não usar contratos futuros. Eles são complexos e o menor contrato que a CME oferece é de 5 Bitcoins. Então, de onde vem o volume? De acordo com um artigo recente da CryptoSlate, uma “parcela significativa” dessas negociações está vindo diretamente de Wall Street.

Isso faz sentido, já que investidores ricos, fundos de hedge e outras grandes mesas de operações usam contratos futuros. E embora essas “baleias” não sejam universalmente amadas na comunidade, o comércio pesado é responsável por dois desenvolvimentos positivos para o ecossistema de criptomoedas.

Contratos futuros de Bitcoin legitimam o mercado

Um dos problemas que o mercado de criptomoedas tem que lidar é a percepção de que é uma farsa. Isso parece ridículo para quem entende de criptomoedas, no entanto, ainda existem milhões de pessoas que não acreditam nas moedas digitais. Felizmente, as negociações de contratos futuros pode mudar isso.

Quando meio bilhão de dólares em contratos futuros é negociado em um único dia, as pessoas começam a ficar de olho. Várias pessoas de Wall Street cometeram alguns erros terríveis no passado, então agora não há chance de eles colocarem tanto dinheiro em um mercado se for fraudulento.

Um passo mais perto de um ETF

Em segundo lugar, um alto nível de negociação de contratos futuros também pode aumentar a chance de que um ETF Bitcoin seja finalmente aprovado. Um dos critérios para um ETF é a descoberta precisa de preços. Isso requer veículos de investimento como contratos futuros, que permitem aos investidores se protegerem contra quedas nos preços.

Agora que o volume no mercado de contratos futuros está subindo, as chances de aprovação de um ETF também estão aumentando. Ainda há muitos outros problemas a serem resolvidos, mas pelo menos é um passo na direção certa.

O fato de haver um número recorde de contratos futuros sendo negociados é uma coisa muito boa para o ecossistema de criptomoedas. Isso não apenas legitima o mercado, mas prova que o Bitcoin é saudável e, mesmo com um aumento modesto nos preços, os investidores experientes estão prontos para entrar novamente no mercado.

Isso está atraindo a atenção dos peixes maiores (investidores institucionais) e é aí que os verdadeiros fogos de artifício vão começar a voar.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br
Ethereum no pano

Ethereum ultrapassa Netflix, Coca-Cola e L’Oreal em valor de mercado

Na manhã deste sábado (10), o Ethereum, segunda maior criptomoeda do mundo em termos de capitalização de mercado, estabeleceu um novo recorde de preço,...
Bandeira da Rússia amassada

Banco central russo deve lançar moeda digital em 2023

Funcionários do Banco Central da Rússia revelaram que estão trabalhando no desenvolvimento do Rublo digital, a moeda digital do país que deve ser lançada...

As falácias do consumo de energia do Bitcoin

O tópico mais recente na indústria de criptomoedas é o consumo de energia de prova de trabalho (Proof-of-work ou PoW) do Bitcoin e se...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias