WhatsApp já permite enviar e receber bitcon; saiba como

Aplicativo aceita transações entre quatro criptomoedas graças ao bot Lite.Im.

-

Siga no
Anúncio

Investidores já podem enviar e receber bitcoin por meio do WhatsApp. O anúncio sobre a novidade foi publicado pela Zulu Republic, que utiliza um bot para transações envolvendo criptomoedas através do aplicativo. Além do bitcoin, a litecoin também pode ser utilizada em envios pelo WhatsApp.

Alguns aplicativos podem integrar sistemas de pagamentos que envolvem criptomoedas. Em alguns casos, desenvolvedores criam ferramentas que podem ser agregadas em aplicativos de terceiros, como o WhatsApp, por exemplo. Sendo assim, essas ferramentas proporcionam um ambiente capaz de suportar transações envolvendo criptomoedas em ambientes distintos.

Bot para WhatsApp possui várias funcionalidades

O WhatsApp não possui a funcionalidade direta para o envio de criptomoedas como o bitcoin e litecoin, por exemplo. Para isso a empresa Zulu Republic criou um bot capaz de suportar transações envolvendo criptomoedas dentro do WhatsApp. As operações são possíveis graças ao Lite.Im. O bot foi anunciado neste último domingo (19) pela empresa suíça com sede em Zug.

Anúncio

O bot possui várias funcionalidades que não são restritas em apenas enviar e receber criptomoedas. É possível configurar em dois idiomas disponíveis na versão inicial do bot, que pode ser operado em inglês ou espanhol. É possível consultar transações, exportar carteira e até ganhar criptomoedas indicando a utilização do bot para conhecidos.

WhatsApp pode ser utilizado para enviar criptomoedas

Redes sociais apostam no mercado de criptomoedas

O WhatsApp conta com cerca de 1.5 bilhão de usuários. A criação do bot Lite.Im poderá utilizar esse número significativo de usuários para popularizar massivamente a modalidade de envio de criptomoedas pelo aplicativo de conversação. Não obstante, o WhatsApp também já sinalizou sua entrada no mercado de criptomoedas.

Deverá ser lançada ainda em 2019 uma stablecoin do WhatsApp. O aplicativo faz parte do conglomerado de redes mantidas por Mark Zuckerberg. Além do WhatsApp, o Facebook e o Instagram fazem parte das plataformas que compõem a ideia de lançamento de uma stablecoin.

Uma nova criptomoeda deverá ser lançada no mercado, e tudo indica que será de forma integrada com as redes sociais de Zukerberg. O empresário está desenvolvendo um ativo digital que deverá ser atrelado ao dólar norte-americano. Após o lançamento deste projeto, Facebook e WhatsApp vão confirmar a entrada das empresas no mercado de criptomoedas.

Mais duas criptomoedas podem ser enviadas pelo bot

O bot para envio de bitcoin pelo WhatsApp suporta, no total, quatro criptomoedas. O ethereum (ETH) também está entre as criptomoedas que podem ser recebidas ou enviadas pelo aplicativo de conversação. Outra criptomoeda aceita pelo Lite.Im é o Zulu Republic Token (ZTX), que faz parte da plataforma que lançou o bot no mercado.

Em sua fase de lançamento, o Lite.Im demonstra que possui estrutura suficiente para oferecer suporte as transações entre criptomoedas feitas pelo WhatsApp. Pode ser que em breve o bot ofereça mais opções, aumentando assim suas operações, e por consequência, a oferta de diferentes criptomoedas.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Compra de Bitcoin

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer...

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...
Prédio da PGR - Ministério Público Federal do Brasil (MPF) investigando

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Últimas notícias

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer hora”

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...