Wormhole: protocolo que conectará blockchains é lançado

Protocolo de interoperabilidade é lançado e busca conectar blockchains como Ethereum, Solana e BSC.

Siga no

O surgimento de diversas blockchains com protocolos diferentes fez ser necessário uma rede que ligasse essas diversas plataformas em um mecanismo de interoperabilidade.

Com isso foi lançado o Wormhole, que visa conectar diversas blockchains com um protocolo de mensagens de cadeia cruzada, protegido por uma rede com 19 nós, chamados de “guardiões”.

Por enquanto essa aplicação só oferecerá suporte para as redes Ethereum, Solana, Binance Smart Chain (BSC) e Terra. No entanto, o objetivo é se conectar com outras redes mais importantes no futuro.

Como funciona 

Os guardiões da rede Wormhole observam e atestam eventos e dados das redes conectadas, esses dados são divulgados na rede aberta da Wormhole para que todos que estão de fora possam acessar e observar o fluxo de informações.

É necessário que 2/3+ dos guardiões atestem para um dado para que ele seja criado, permitindo um acesso assíncrono e em uma única rodada. Esses atestados podem, então, ser enviados para uma ou diversas blockchains.

Introducing Wormhole. Wormhole on Medium.

Características da rede

  • Rede genérica: As mensagens podem conter dados arbitrários, isso permite que desenvolvedores criem aplicativos usando a Wormhole, além de transferia ativos, dados de oráculos, decisões de governança, NFTs, entre outros.
  • Abstração de consenso: O consenso na rede é um processo bem leve e as mensagens podem ser retransmitidas para qualquer cadeia conectada.
  • Rapidez: Por o consenso ocorrer de forma assíncrona, as informações podem ser usadas em qualquer blockchain de dentro ou fora da cadeia e com atraso mínimo.
  • Extensível e atualizável: A incorporação de novas redes é um processo simples e não precisa de interrupção das atividades no restante da rede. Todos os contratos principais também podem ser atualizados com a governança controlada pelo conjunto do guardiões, exigindo que a maioria aprove as atualizações.

Possibilidades com a Solana

A Wormhole é uma solução desenvolvida pela Solana, e faz parte de sua melhoria para a versão 2.0.

Nesse sentido, o protocolo oferece diversas possibilidades vantajosas para a Solana. A atualização 2.0 da rede envolve a criação da Serum, uma exchange descentralizada. Ao permitir tokens de outras redes por meio da interoperabilidade, a Serum poderá se beneficiar de mais liquidez na rede.

Além disso, Hofstadt, que faz parte da principal apoiadora da Pyth (rede de distribuição de dados da Solana), afirma que os oráculos de preço poderão entregar informações dos mercados envolvendo outras blockchains.

Em uma matéria, a CoinDesk menciona ainda que até mesmo outras formas de governança podem adentrar a Solana. O sistema de votação é um dos exemplos mencionados.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Eduarda Lobatohttp://eduarda.substack.com
Entusiasta de Bitcoin, Blockchain e outras tecnologias relacionadas ao mundo cripto.
Cemitério do Bitcoin

“Bitcoin está com a morte anunciada”, diz professor da Unicamp

Um professor da Unicamp voltou a atacar o Bitcoin, dizendo que a moeda está com a morte anunciada, após a nova queda de preço. Fernando...
Descoberta Bitcoin

Bitcoin foi inventado ou descoberto?

Uma conversa recorrente na comunidade dos bitcoinheiros é a pergunta "o Bitcoin foi inventado ou descoberto?". Inicialmente essa pergunta parece simples. Obviamente o Bitcoin...
PRF prendeu suspeito de golpe com Bitcoin no Pará /Divulgação

PRF prende homem que deu golpe de R$ 100 milhões com Bitcoin

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem acusado de aplicar um golpe de R$ 100 milhões com Bitcoin no Brasil. Como o Bitcoin...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias