YouTube vira Réu em ação coletiva contra BitConnect (BCC)

Siga no
youtube bitconnect
Youtube - Imagem: Pixabay

De acordo com uma notícia publicada pela Ethereum World News, o Youtube está sendo processado em uma ação coletiva contra a BitConnect (BCC).

Depois de ser acusada repetidamente de operar como um esquema ponzi, a BitConnect descontinuou suas operações em janeiro de 2018, após uma ordem de vários reguladores financeiros.

A BitConnect (BCC) foi capaz de acumular 2,9 bilhões de dólares em valor de mercado com um valor por moeda de US $470 que rapidamente despencou para quase nada após o fechamento.

Surpreendentemente, a moeda ainda está listada com um valor de mercado de 4,3 milhões de dólares, apesar de estar exposta como uma fraude.

Os responsáveis pela BitConnect conseguiram ganhar milhões em Bitcoin e depois prometerem aos usuários retornos astronómicos de investimento. Na verdade, a plataforma criou um programa de referência (Ponzi) com recompensas crescentes, além de um sistema de empréstimo que pagou aos investidores para emprestar BCC.

YouTube lidando com processo

Embora alguns tenham assumido a posição de que o YouTube não deve ser implicado no processo, como sendo um agente passivo do conteúdo publicado, eles negligenciam o processo pelo qual o YouTube revisa e censura regularmente sua plataforma.

Pergunte a qualquer defensor de pontos de vista contencioso, do conservadorismo ao aborto e controle de armas, e você encontrará uma lista de editores de vídeo que regularmente contam com conteúdo regulado (o que equivale a censura) ou totalmente retirado sem uma descrição clara .

Se o YouTube quer ser a autoridade centralizada de sua plataforma de conteúdo, também deve assumir a responsabilidade por situações que prejudiquem os usuários.

Embora todos nós reconhecermos que um grau de autocensura é necessário (ninguém quer abrir o YouTube e ser saudado com vídeos de estupro, assassinato, etc.), o YouTube elevou o nível sobre como ele lida com o regulamentações – mas seja qual for a razão, deixou de atuar no caso do BitConnect.

Conforme descrito por David Silver, advogado dos demandantes da ação coletiva, vários vídeos e reclamações foram postados no YouTube alertando o gigante da mídia sobre a natureza do esquema ponzi sendo conduzido pelo grupo BitConnect.

Além disso, o YouTube se beneficiou diretamente da publicação do conteúdo do BitConnect, por meio dos 58 milhões de visualizações e das 70 mil horas de conteúdo adicionados ao site.

Como outros salientaram, o número de visualizações acumuladas por algumas das contas publicadas deveria ter sido suficiente para se qualificar para o padrão de qualificação “aprimorado” para as contas do YouTube, que tem um acompanhamento mais rigoroso do processo de verificação.

No mínimo, os 58 milhões de visualizações deveriam ter provocado uma segunda revisão pelo processo de revisão do YouTube, o que poderia ter ajudado a impedir o crescimento do maior esquema de ponzi em criptomoedas.

Para ver o processo completo, clique aqui

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br
Mulher com aplicativo de Bitcoin comprar e vender

Ex-presidente da CVM faz alertas sobre compra de Bitcoin por empresas de capital aberto

A compra de criptomoedas por grandes empresas continua a chamar atenção do mercado financeiro, com algumas se questionando se elas podem ou não comprar...
Empresa Suzano Celulose

Suzano manda oficiar corretoras de criptomoedas em processo na justiça

Em um processo que corre na justiça desde 2018, movido pela Suzano Papel e Celulose S/A, a justiça mandou oficiar algumas corretoras de criptomoedas....
Mercado Bitcoin

Volume do Mercado Bitcoin cresce e corretora pode abrir capital na bolsa

O volume de negociações de uma das maiores corretoras de criptomoedas do Brasil, o Mercado Bitcoin, cresceu 862% no mês de abril quando comparado...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias