Inicio Bitcoin 10 vezes que o Bitcoin foi declarado morto... e sobreviveu

10 vezes que o Bitcoin foi declarado morto… e sobreviveu

-

Compartilhe
Bitcoin Morreu

Ao longo dos anos, muitos dos chamados especialistas declararam a morte do Bitcoin na grande mídia. De acordo com os últimos números do site 99Bitcoins, o Bitcoin já “morreu” 347 vezes se acreditarmos em todas as notícias dos últimos 9 anos. 

Conheça as principais 10 vezes que o Bitcoin foi declarado morto… mas passa bem.

2010: “Por que o Bitcoin não pode ser uma moeda” (The Underground Economist)

O primeiro atestado de óbito do Bitcoin foi emitido em 2010, nos primórdios da moeda digital, no blog The Underground Economist. O blogueiro escreveu um artigo com o título ‘Por que o Bitcoin não pode ser uma moeda’, explicando que ‘a única coisa que manteve o Bitcoin vivo por muito tempo foi sua novidade. Segundo o autor, o Bitcoin passaria do status de novidade para morto mais rápido que um piscar de olhos. 

Segundo o blogueiro, o Bitcoin falharia porque não poderia lidar com a demanda. ‘Não tem nenhum mecanismo para lidar com as flutuações de demanda. O aumento da demanda por Bitcoin fará com que os preços caiam, enquanto a demanda decrescente fará com que o preço suba. Para o qual a comunidade Bitcoin respondeu no Bitcointalk: ‘OMG I’

- Publicidade -

Ironicamente, o blog saiu do ar, e agora está morto

2011: ‘Então, esse é o fim do Bitcoin’ (Forbes)

Em 2011, a Forbes foi uma das primeiras grandes mídias a declarar a morte do Bitcoin. 

A Forbes escreveu um artigo dizendo que “parece que é o fim do Bitcoin” depois que o preço caiu de US $ 17 para centavos em questão de minutos após uma corretora hackeada divulgar uma declaração culpando o incidente a uma “conta de usuário comprometida”. 

O problema: alguém tentou vender mais Bitcoins do que o mercado poderia absorver. 

Forbes, 2011

A Forbes escreveu: ‘Não, isso não significa necessariamente o fim do experimento Bitcoin, mas é uma boa indicação disso. Pois há certas coisas que queremos de uma moeda. Um meio de troca, uma reserva de valor, também gostaríamos de liquidez e segurança.

2012: ‘EXPIRED: Bitcoin’ (Wired)

Em 2012, a Wired deu um soco no Bitcoin em sua seção ‘EXPIRED’, afirmando que ‘No auge da sua popularidade, a moeda digital foi anunciada como uma moeda alternativa viável para a era da internet, um sistema monetário projetado para impedir a criminalização. Depois veio os malwares, ransowares que pediam resgate com a moeda digital, o mercado negro e as ambigüidades legais. “O bitcoin havia expirado.”

2013: ‘Bitcoin é uma piada’ (Business Insider) 

Business Insider foi a próxima a atacar o Bitcoin depois que a criptomoeda atingiu um novo preço histórico no final de 2013. O Bitcoin subiu de US $ 100 para US $ 260 em questão de semanas.

A BI escreveu: ‘Não há nada que mantenha o bitcoin. Se as pessoas perdem a fé, acabou. Bitcoin é uma moeda fiduciária no sentido mais literal da palavra.’

BI, Bitcoin é uma Piada

O autor do artigo, Joe Weisenthal disse: ‘Eu quero deixar claro que dizer que algo é uma bolha não significa que vai fazer seu preço cair. O Bitcoin pode valer US $ 500, US $ 1000 ou US $ 10.000. Essa é a natureza das bolhas.’

“Mas não se engane, o Bitcoin não é a moeda do futuro. Não tem valor intrínseco.(…) A bolha das pontocom caiu várias vezes na subida. Então um dia acabou. O mesmo acontecerá com isso.”

2014: ‘Bitcoin’: um esquema Ponzi para redistribuir riqueza de um libertário para outro ‘(Washington Post)

Em 2014 foi a vez do Washington Post difamar o Bitcoin, chamando a moeda digital de esquema Ponzi que não distribuía a riqueza no mundo de uma forma honesta, mas na verdade transferia riqueza “de um libertário para outro”. 

“Se o Bitcoin fosse uma moeda, teria o pior desempenho do mundo, pior até que o rublo russo. Mas o Bitcoin não é uma moeda. É um esquema Ponzi para redistribuir a riqueza de um libertário para outro… Mas a longo prazo, estaremos todos mortos e o Bitcoin também.”

2015: ‘Bitcoin é uma perda de tempo’ (Jamie Dimon)

Anos antes de lançar a JPM Coin, o CEO do JP Morgan, Jamie Dimon, começou a falar de forma negativa sobre Bitcoin e cryptomoedas – algo que mudou desde então. 

Em 2015, Dimon declarou no Fórum Global da Fortune que o Bitcoin era ‘uma perda de tempo’ e que não seria uma moeda rea.’

2016: ‘Bitcoin está condenado?’ (Newsweek)

Em um artigo da Newsweek em 2016, o especialista em computação quântica Andersen Cheng declarou que “o Bitcoin morreria no mesmo dia em que surgisse o primeiro computador quântico”. O professor Martin Tomlinson acrescentou: “Levaria apenas um minuto ou dois. Então, usando um computador quântico, você teria acesso a todo o bitcoin que está disponível no mundo. ”

2017: ‘Adeus, Bitcoin, mal conhecíamos você’ (Bloomberg)

Em 2017, no auge da popularidade do bitcoin, a Bloomberg publicou um artigo de opinião de Megan McArdle, que afirmou que “o Bitcoin era uma moeda implausível”. Não era competitiva como um sistema de pagamento.

No artigo, McArdle compara o Bitcoin ao ouro. “Um pen drive USB é mais fácil de roubar ou perder do que um caminhão cheio de barras de ouro. Além disso, o ouro tem usos reais: é bonito de se ver, e também tem algumas aplicações industriais, o que significa que seu valor nunca cairá a zero. O bitcoin é mais volátil que o ouro, o que significa que você pode de repente descobrir que suas economias valem muito pouco quando você precisar dela. Mesmo que ‘ quando você precisar dela seja na próxima semana’ .” 

“O Bitcoin é um sistema de pagamentos? Se o Bitcoin é bom para isso, então provavelmente tem um futuro brilhante. Se não é bom… bem, adeus, Bitcoin, mal conhecíamos você.”

2018: ‘Venho enterrar o Bitcoin, não elogiá-lo’ (Paul Donovan / CNBC)

Em 2018, o economista-chefe da UBS, Paul Donovan, foi aos estúdios da CNBC ‘enterrar o Bitcoin’… Sim, ele realmente achou que podia. “Venho enterrar o Bitcoin, não elogiá-lo. Essas coisas nunca serão moedas. Elas não serão moedas em qualquer momento no futuro”, disse ele no “Fast Money” da CNBC. “Eles são fatalmente falhos”. 

“O principal problema com essas coisas – criptomoedas -, a falha fundamental absoluta, é que elas nunca serão uma reserva de valor”, disse ele. “Todo economista sabe que a reserva de valor tem a ver com equilibrar oferta e demanda, e com criptomoedas, você não pode controlar a oferta em resposta à queda na demanda.” 

2019: ‘Bitcoin é uma ilusão’ (Warren Buffett)

É claro que Warren Buffet teve que ser incluído nesta lista. Buffett nunca foi fã do Bitcoin e nunca será. Em 2019, em entrevista à CNBC, Buffet disse que o “Bitcoin não tem nenhum valor. É uma ilusão, basicamente. Atrai charlatães.”

O Bitcoin já foi declarado morto quase 350 vezes, e toda vez continuou “passando bem”. Agora, se você acha que o Bitcoin morreu por causa da recente queda, pense em todas as pessoas que pensaram e disseram isso antes. 

O Bitcoin está vivo, mais forte do que nunca e está aqui para ficar.

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.
Sourcechepicap

MAIS LIDOS

Justiça criminal vai julgar acusações de pirâmide financeira contra a Unick Forex

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia contra a Unick Forex. A empresa, que já foi acusada de ser uma “pirâmide financeira”, foi...

WhatsApp já permite enviar e receber bitcon; saiba como

Investidores já podem enviar e receber bitcoin por meio do WhatsApp. O anúncio sobre a novidade foi publicado pela Zulu Republic, que utiliza um...

Operação da PF derruba negócio da Indeal

A Operação Egypto foi deflagrada na manhã desta terça-feira (21) envolvendo cerca de 150 agentes. A investigação procura desmantelar os negócios da Indeal, com...
 
Compartilhe