2X Trader: mais uma empresa de “arbitragem de bitcoin” na mira da justiça

Parece a A2 Trader, promete rendimentos igual a A2 Trader, tem MMN igual a A2 Trader, mas não é a A2 Trader

Siga no
2X trader
2X trader

2X Trader é a mais nova empresa a entrar na mira da justiça por prometer ganhos com arbitragem em criptomoedas e não honrar pagamentos aos investidores.

A empresa, que tem nome muito parecido com a A2 Traderpirâmide que também prometia rendimentos em criptomoedas – promete rendimentos colossais de 200% sob o valor investido.

A promessa de rendimento em si já é um alerta vermelho para qualquer investidor que esteja atento.

Além de prometer “duplicar o capital investido”, a empresa também trabalha com um modelo de ganho com indicações, o famoso marketing multinível.

Promessas 2X trader
Promessas 2X trader

Modelo similar a empresas que deram cano em clientes

Empresas que oferecem serviço de arbitragem de bitcoin estão se tornando alvos contantes da justiça.

As mais conhecidas deram cano em clientes, escancarando que o modelo é insustentável e mentiroso.

Bons exemplos de empresas que deram cano em investidores são a Atlas, Anubis Trader e Unick Forex, todas operavam modelo de pirâmide sob a falsa promessa de “fazer arbitragem de bitcoin.

Apenas um lembrete, é possível fazer dinheiro com arbitragem? Claro que sim, mas prometer rendimentos diários, garantidos e infalíveis não deu certo até agora.

A 2X Trader, em seu site, diz que é especialista em investir no mercado internacional de criptoativos. E diz também que tem 7 formas de cashback.

2X trader
2X trader

Cliente da empresa investiu 11 mil com promessa de receber o dobro e não conseguiu sacar nem metade

A 2X trader tem aparecido na justiça, na ultima semana surgiram 6 processos citando a empresa, todos pedindo tutela de urgência para ressarcimento de valores.

Em um dos casos, a autora do processo diz que investiu R$ 11 mil, mas só conseguiu sacar R$ 4 mil.

“A autora alega que as rés ofereceram planos para compra de “criptomoedas”; que investiu R$ 11.000,00; e, que só conseguiu resgatar o valor de R$ 4.050,00. Quer a concessão de liminar para que seja determinado o bloqueio “Bacenjud” em contas bancárias das rés no valor de R$ 6.950,00.”

O processo corre na justiça de São Paulo desde o dia 13/12, o juiz não concedeu tutela de urgência alegando que “transações desse tipo [com criptomoedas] têm riscos devido a instabilidade do mercado”.

Parece que a suposta devolução de dinheiro da cliente que acreditou em dinheiro fácil, rápido e garantido vai ter que esperar a empresa se defender.

Cada dia que passa parece que fica mais claro ficar cada vez mais longe de empresas que se dizem trabalhar com arbitragem de bitcoin.

A reportagem do Livecoins entrou em contato com a 2X trader para saber quando os pagamentos serão normalizados. Assim que houver resposta, esta matéria será atualizada.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Universidad Americana Imagem: Divulgação

Universidade privada do Paraguai vai aceitar pagamentos em Bitcoin e Ethereum

A Universidade Americana do Paraguai vai começar aceitar pagamentos em criptomoedas a partir de agosto, os alunos poderão pagar por cursos e graduação com...
Mulher usa ATM do Santander no Reino Unido

Santander testa ferramenta para rastrear criptomoedas

O Santander quer entender como os seus clientes usam as criptomoedas em simultâneo as contas correntes. Para isso, o banco testou uma ferramenta da...
john mcaffe

Suicídio de John McAfee em prisão na Espanha levanta suspeitas

John McAfee, fundador da empresa de tecnologia McAfee, foi encontrado morto na tarde de hoje (23) na cadeia espanhola de Brians 2, localizada em...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias