A batalha silenciosa do bitcoin: Empresa chinesa compra uma das maiores pools de mineração

O domínio da China na mineração de bitcoin cresceu nos últimos anos, com a nação respondendo por 65% da taxa total de hash na rede.

Siga no

Enquanto empresas norte-americanas investem milhões de dólares para aumentar participação na mineração de bitcoin, a empresa chinesa 500.com anunciou a compra da BTC.com, uma das maiores pools de mineração de criptomoedas do mundo.

A China está tentando reafirmar sua liderança mundial no mercado de criptomoedas, onde seus maiores concorrentes são os Estados Unidos e o Canadá.

A BTC.com (Bitdeer Technologies Company) foi fundada em 2016 e possui serviços de mineração de diversas criptomoedas, entre elas: Bitcoin, Bitcoin Cash, Ethereum e Litecoin. A empresa sozinha é responsável por 10% do total da rede.

A chinesa 500.com já havia anunciado a compra de 5.900 máquinas de mineração e “o compromisso total da empresa em explorar as oportunidades da indústria de criptomoeda e blockchain”. O anúncio da aquisição da BTC.com fez disparar o valor de suas ações até 75% na terça-feira (16).

BTC.com
BTC.com

A venda da BTC.com é vista como um movimento para ajudar a Bitmain a ter sucesso em sua busca por uma IPO, uma vez que não terá nenhuma criptomoeda em seus registros contábeis.

A empresa está buscando um IPO desde 2018. Atualmente, a BTC.com é classificada como a quinta maior empresa de mineração de bitcoin do mundo.

A aquisição também levanta a questão de quais outras empresas vão comprar pools de mineração em um futuro próximo. À medida que vemos mais empresas adotando o bitcoin como parte de suas estratégias de reserva corporativa, fusões e aquisições como essa podem ser os próximos passos no avanço da exposição do bitcoin por Wall Street e outras instituições.

O domínio da China na mineração de bitcoin cresceu nos últimos anos, com a nação respondendo por 65% da taxa total de hash na rede. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, no entanto, as pools de mineração chinesas estão longe de qualquer tipo de conluio.

A Messari publicou recentemente um relatório sobre a mineração na Ásia sugerindo que os mineradores chineses são entidades altamente competitivas que dificilmente trabalharão em conjunto.

Apesar disso, a China parece querer manter sua dominância na mineração da criptomoeda mais valiosa do mundo.

Um dos motivos pode ser porque os chineses descobriam antes de todo mundo que vale mais a pena minerar a moeda digital do que simplesmente comprar.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Cardano. Imagem: Abode Stock

Cardano dispara e bate recorde de preço enquanto Bitcoin cai

A criptomoeda Cardano (ADA) disparou neste sábado e bateu um novo recorde de preço, enquanto isso, o Bitcoin e a maioria das principais criptomoedas...
Elon Musk interpretando Wario. Imagem: Divulgação SNL.

Cocriador da Dogecoin chama Elon Musk de “vigarista egoísta”

Pouco tempo depois de Elon Musk afirmar que estava trabalhando com desenvolvedores da Dogecoin, o cocriador da criptomoeda meme, Jackson Palmer, apareceu no Twitter...
Criptomoeda Ethereum em destaque com outras criptomoedas ao seu redor rivais

Elon Musk vai comprar Ethereum?

“Eu acredito fortemente nas criptomoedas, mas elas não podem levar a um aumento massivo no uso de combustível fóssil, especialmente carvão”, disse Elon Musk,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias