A maioria dos usuários sentem medo de pagar com o Bitcoin

Criptomoeda ainda é pouco utilizada para pagamentos por produtos e serviços.

Siga no

Um dos maiores entraves para o Bitcoin (BTC) está em sua popularização massiva. E parece que os próprios usuários da criptomoeda contribuem para que essa seja ainda uma dificuldade para todo o mercado descentralizado. Segundo uma pesquisa publicada, 70% dos detentores de Bitcoin (BTC) não utilizam a criptomoeda como forma de pagamento.

Criptomoedas foram criadas para um comércio descentralizado de ativos. Por mais que a maioria enxergue criptomoedas como aplicações em busca de lucros, essa não é a finalidade do mercado. Desse modo, realizar transações como pagamentos com ativos digitais é uma das conquistas deste setor, que oferece sistemas de pagamentos mais rápidos e com menos custos através da tecnologia blockchain.

Usuários ainda não utilizam ativos digitais como forma de pagamento

Nem mesmo com todo esse aparato tecnológico os usuários de Bitcoin (BTC) estão usando suas criptomoedas. Segundo uma pesquisa publicada pela Foundation for Interwallet Operability (FIO), 70% dos usuários não utilizam suas criptomoedas como forma de pagamento. O índice é preocupante, já que a maioria dos investidores familiarizados com ativos digitais não os utilizam para receber e fazer pagamentos.

A (FIO) é uma organização que representa várias iniciativas financeiras, como carteiras digitais e até processadores de pagamentos. Através de informações colhidas com 200 investidores de criptomoedas, a empresa concluiu que os ativos digitais estão sendo pouco utilizados como forma de pagamento entre os entrevistados.

Pesquisa revela que criptomoedas causam até ansiedade

A pesquisa também tentou entender o que poderia impedir essa utilização massiva das criptomoedas pelos entrevistados. Dentre as descobertas, a pesquisa sugeriu que as pessoas ainda estão pouco confiáveis com as transações. Sendo assim, grande parte dos entrevistados demonstraram medo em relação a utilizar criptomoedas como forma de pagamento.

Segundo os dados, somente 25% dos entrevistados enviaram criptomoedas para outras pessoas em 2018. Em relação as expectativas diante das transações, criptomoedas podem desencadear até ansiedade nos investidores. De acordo com a pesquisa, 17% dos usuários sentiram ansiedade ao realizar transações com ativos digitais em 2018. Enquanto isso, 5% dos entrevistados declararam que ficaram nervosos após as transações não seguirem o curso das operações como planejaram.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Bandeira da Nova Zelândia

Banco Central da Nova Zelândia é hackeado

Há uma semana, no domingo (10), o Banco Central da Nova Zelândia foi alvo de um ataque hacker que deixou graves consequências. As autoridades...
Corretora de Bitcoin e criptomoedas Binance

Binance abre inscrições para voluntários no Brasil

Quem busca empreender com criptomoedas ou mesmo ingressar nas comunidades brasileiras, uma oportunidade de aprendizado surgiu nos últimos dias. A Binance, a maior maior...

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

Binance abre inscrições para voluntários no Brasil

Quem busca empreender com criptomoedas ou mesmo ingressar nas comunidades brasileiras, uma oportunidade de aprendizado surgiu nos últimos dias. A Binance, a maior maior...

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...

“Gaste o máximo que puder, e depois um pouco mais”, diz FMI aos governos do mundo todo

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, prevê que pode levar até dois anos para que a economia global retorne aos níveis...

Biden começa campanha de marketing trilionária para o Bitcoin

Um dos principais motivos pelo qual o preço do Bitcoin valorizou mais de 300% em 2020 foi a iniciativa do Banco Central dos EUA...

“Bitcoin me fez perder a sanidade”, diz jovem que perdeu R$ 5.8M e agora depende de auxilio do governo para sobreviver

Em 2020 o Bitcoin certamente deixou muitos investidores felizes, várias pessoas tiveram seus investimentos valorizados em cerca de 400%. Aqueles que decidiram investir logo...