A2 Trader, Blue Benx e NYC Technology, mais três empresas na mira da CVM

Matéria atualizada com resposta da NYC Technology

-

Siga no
Anúncio

A Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, CVM, destacou que abriu processo administrativo para investigar as atividades de mais três empresas acusadas de praticar atos irregulares no Brasil.

Segundo a autarquia a A2 Trader, Blue Benx e NYC Technology, todas empresas que operam no campo do Marketing Multi Nível oferecendo altos rendimentos por meio de diversas operações, entre elas, Bitcoin e criptomoedas, não têm autorização da autarquia para atuar neste segmento.

No caso da Blue Benx, que oference rendimentos a partir de um suposto investimento em uma cesta de ativos que inclui Bitcoin, Litecoin, Bitcoin Cash, EOS, IOTA, Ethereum, Ripple, Ethereum Classic, ZCash, NEO, Metaverse ETP, Stellar e Tron foi aberto o  Processo Administrativo SEI nº 19957.008753/2019-19 para o exame da questão junto a Gerência de Orientação aos Investidores (GOI-2).

Anúncio

“Informamos a existência do Processo Administrativo SEI nº 19957.006371/2019-42, que foi aberto em decorrência de denúncia contra A2 TRADER. (…) Caso sejam identificados indícios de atuação irregular da A2 TRADER e/ou do Sr. Kleyton, poderá a CVM determinar a suspensão da atividade irregular, aplicar as sanções administrativas previstas no art. 11 da Lei 6385 e comunicar a ocorrência de crime contra o mercado de capitais e/ou a existência de indícios de crime de ação pública, ao Ministério Público”, destaca a CVM.

E, no caso da  da NYC Tecnologies o Processo foi instalado por conta de uma denúncia encaminhada a Gerência de Orientação aos Investidores. Segundo a acusação a NYC opera um esquema supostamente fraudulento que oferece rendimentos impraticáveis, levando a CVM a instalar o Processo Administrativo 19957.008762/2019-00 (SP2019/601).

Em todos os casos a CVM destacou que após as investigações deve se pronunciar oficialmente em seu portal oficial sobre as empresas e, caso seja necessário, pode emitir um alerta recomendando o encerramento das atividades

DIREITO DE RESPOSTA NYC TECHNOLOGY

A NYC TECHNOLOGY é uma empresa voltada, exclusivamente, ao e-commerce e ao e-marketplace, possuindo uma plataforma para comercialização e consumo de seus produtos bem como plataforma para revenda de seus produtos e serviços por licenciados.

Nesse sentido, esclarece à todos os seus clientes e ao público em geral interessado, que todos os produtos apresentados em sua plataforma estão sendo vendidos dentro da mais absoluta regularidade, sendo certo que as marcas ali inseridas são devidamente autorizadas pelos respectivos fabricantes.

Em relação ao conteúdo da matéria veiculada, esclarece que não possui qualquer operação relacionada à criptoativos, bem como não tem entre o rol de clientes e/ou fornecedores a
empresa A2 TRADER ou o Sr. Kleiton.

A NYC TECHNOLOGY reforça sua premissa principal de trabalho no sentido de fomentar a possibilidade de que cada um de seus licenciados possam melhorar suas habilidades na área comercial.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:

Leia mais

ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Últimas notícias

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...