Ação de empresa emissora de cartões despenca após bilhões sumirem

Empresa inclusive imprime cartões que podem ser recarregáveis com Bitcoin!

-

Siga no
Empresa que imprime cartões de crédito perde bilhões de dólares
Empresa que imprime cartão de crédito perde bilhões de dólares
Anúncio

Uma das empresas mais famosas do mundo no ramo de impressão de cartão de crédito é a Wirecard. Nessa quinta, a ação da Wirecard despenca após a empresa, emissora de cartões de crédito em vários países, alegar que perdeu bilhões de dólares.

De fato, os investidores foram tomados pelo susto com as novidades e correram para vender no mercado suas ações. A Wirecard, com sede em Munique na Alemanha, está passando por uma auditoria da Big Four, Ernest & Young (EY).

Com uma enorme apreensão, as ações da Wirecard listadas na bolsa de valores da Alemanha despencaram nessa quinta. O preço das ações da Wirecard AG (WDIG) caiu de £ 104 para £ 38 em horas, com queda de 64% na cotação, a mais severa na história da companhia.

Ação de Wirecard despenca após auditoria não encontrar bilhões da empresa

Anúncio

A empresa Wirecard é uma referência mundial na emissão de cartões de crédito e débito. Além disso, possuí uma série de ferramentas para pagamentos online, facilitando o acesso a transações digitais pelo mundo.

Contudo, a empresa atravessa momentos difíceis em sua fase atual, com desconfianças graves do mercado. A Wirecard deveria soltar um relatório ao mercado de suas atividades financeiras, uma vez que passa pela auditoria da Ernst & Young. Em nota, entretanto, a empresa afirma que foram encontrados falhas no balanço, uma vez que 1,9 bilhão de euros sumiram.

O auditor da Wirecard AG, Ernst & Young GmbH Wirtschaftsprüfungsgesellschaft, Munique, informou a Wirecard AG que até o momento não foram obtidas evidências de auditoria suficientes dos saldos de caixa em contas fiduciárias a serem consolidados nas demonstrações financeiras consolidadas no valor de 1,9 bilhões de euros (aproximadamente um quarto de total do balanço consolidado).

Aparentemente, a EY suspeita que funcionários da empresa manipularam os balanços. Como a falha grave foi detectada, a liberação da demonstração financeira e consolidados de 2019 teve que ser adiado, causando temor nos investidores.

Com a repercussão negativa da auditoria de uma Big Four, a EY, a Wirecard viu os investidores de longo prazo saindo do mercado. Isso porque, o preço da ação da Wirecard AG foi de £ 104 a £ 38 em poucas horas, um valor que não era visto desde 2016. Enquanto os mercados da Alemanha ainda estão abertos, a ação da empresa de cartões despenca após a polêmica.

Wirecard emite cartões de crédito para empresa de criptomoedas: “não há risco para nosso negócio”, garante fundador

Ao ver a polêmica da Wirecard, o mercado de criptomoedas se lembrou de empresas que emitem cartão com a empresa. Uma delas é a Crypto.com, que possuí uma série de cartões impressos com a Wirecard.

O CEO da empresa, Kris, foi ao Twitter comentar a polêmica sobre a Wirecard. De acordo com Kris, a Crypto.com não terá nenhum problema caso a Wirecard se torne insolvente, porque sua empresa não tem nenhum fundo associado. Segundo ele, essa inclusive seria uma exigência da FCA, que é a Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido.

Fatos: cartões de débito emitidos pela Wirecard para http://Crypto.com são totalmente pré-financiados. Esses fundos fiduciários de clientes são mantidos por uma instituição EMI regulamentada pela UK FCA em contas de clientes segregadas. Os fundos são mantidos em outro banco (não no Wirecard), conforme exigido pela FCA.

Para esclarecer ainda mais, o Wirecard não tem custódia de nenhuma criptografia mantida por http://Crypto.com.

O Livecoins tentou contato com a Wirecard no Brasil, com sede em São Paulo, para comentar o caso. Contudo, até o fechamento desta reportagem ainda não havíamos recebido retorno do atendimento online da empresa.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Fastcash diz que juiz se baseou em “estratégia criminosa” para reconhecer relação entre fintech...

No início desta semana, o juiz Claudio Teixeira Villar, da 2ª Vara Civil de Santos, informou em decisão judicial que a fintech Fastcash e...
Bitcoin e Bandeira do Brasil - Brasileiros e criptomoedas (criptomoeda pública)

Ex-presidente do Banco Central sobre bitcoin: “Acho que isso não vai a lugar nenhum”

Considerado um dos economistas mais influentes do Brasil, Armínio Fraga participou de um evento na tarde da última quarta-feira (16). Durante o evento, o...

Criador de suposta pirâmide financeira atira em vítima que cobrava dinheiro investido

O criador da suposta pirâmide financeira Orion Partner atirou em uma das vítimas do esquema financeiro, nesta quarta-feira (16), em Itamonte, no Sul de...

Últimas notícias

Indicador mostra oportunidade no Bitcoin pela primeira vez desde março

Desde que os impactos do novo coronavírus assolaram os mercados financeiros em março, investidores adotaram uma postura de cautela. Mas um indicador do Bitcoin que...

Fastcash diz que juiz se baseou em “estratégia criminosa” para reconhecer relação entre fintech e Atlas

No início desta semana, o juiz Claudio Teixeira Villar, da 2ª Vara Civil de Santos, informou em decisão judicial que a fintech Fastcash e...

Ex-presidente do Banco Central sobre bitcoin: “Acho que isso não vai a lugar nenhum”

Considerado um dos economistas mais influentes do Brasil, Armínio Fraga participou de um evento na tarde da última quarta-feira (16). Durante o evento, o...