Início Bitcoin Agora é possível investir em Bitcoin através do banco Itaú

Agora é possível investir em Bitcoin através do banco Itaú

No passado, o Itaú fechou contas de corretoras e de usuários que negociavam criptomoedas.

Agora é possível investir em criptomoedas através do Itaú Personnalité, a novidade foi divulgada no Instagram do banco, e em um episódio de podcast publicado na manhã desta quarta-feira (14).

A maioria dos bancos possuem clientes de todas as classes sociais. Assim, procuram oferecer benefícios para clientes de alta renda, já que é esse público que tende a realizar financiamentos e investimentos, o que gera lucro para o banco.

No caso do Itaú, existem o Uniclass, o Personnalité e o Private Bank, para seus clientes que possuem renda mensal a partir de R$ 10 mil reais.

O Personnalité oferece opções de investimento para os clientes e até mesmo consultoria.

Agora, o banco vai oferecer a opção de investimento em criptomoedas. O produto foi desenvolvido em parceira com a Hashdex, que criou o primeiro ETF de Bitcoin do Brasil.

O fundo HASH11 é um grande avanço na adoção de criptomoedas no Brasil, principalmente para os investidores institucionais que, por motivos regulatórios, não pode comprar bitcoins diretamente.

Ele segue o índice Nasdaq Crypto Index (NCI), que foi desenvolvido pela Nasdaq em parceria com a Hashdex, e é composto por 6 criptomoedas, na seguinte proporção:

Composição do Nasdaq Crypto Index (NCI)

O banco Itaú parece ter finalmente entendido o Bitcoin e saiu na frente de outros bancos ao oferecer uma forma de investimento na moeda digital.

No passado, o Itaú fechou contas de corretoras e de usuários que negociavam criptomoedas.

Agora, porém, o banco brasileiro seguiu os passos de grandes bancos dos EUA e passou a permitir que seus clientes invistam no ativo digital através de uma forma que a instituição considerada segura. O HASH11 é aprovado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).