Alguém enviou R$ 5.8 milhões em Bitcoin para carteira de Satoshi Nakamoto

Embora Nakamoto teoricamente possa ainda acessar esses fundos, a comunidade acredita ser improvável que isso aconteça.

Um usuário anônimo transferiu 26,9 bitcoins, avaliados em cerca de 5.8 milhões de reais, para a carteira Genesis, a primeira carteira criada na rede do Bitcoin. A transação, realizada na sexta-feira (5), chamou a atenção devido ao destino histórico dos fundos e pela improbabilidade de recuperação dos mesmos.

A transferência foi feita a partir de uma carteira que agora se encontra vazia, gerando uma taxa de transação de 100 dólares, significativamente acima da média usual.

A ação foi resultado de uma série de operações complexas, onde fundos foram movidos entre várias carteiras, sendo a maior parte proveniente de uma carteira associada à Binance, conforme análise da plataforma Arkham Intelligence.

Conor Grogan, diretor da Coinbase, comentou sobre o ocorrido, sugerindo duas possibilidades: ou o criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, ‘acordou’ e transferiu os fundos para sua carteira, ou alguém simplesmente ‘queimou’ milhões de dólares.

Carteira de Bitcoin de Satoshi Nakamoto

A carteira Genesis, conhecida por ser a primeira do Bitcoin, foi criada por Satoshi Nakamoto, o misterioso criador da moeda digital. Desde o desaparecimento de Nakamoto em dezembro de 2010, as carteiras a ele associadas, incluindo a Genesis, permaneceram intocadas.

Embora Nakamoto teoricamente possa ainda acessar esses fundos, a comunidade acredita ser improvável que isso aconteça.

Inicialmente, a carteira Genesis continha apenas os 50 bitcoins minerados em sua criação. Ao longo dos anos, mais fundos foram adicionados, elevando seu saldo para 72 bitcoins no final de 2023.

Com a transação mais recente, o saldo chegou a 99,67 bitcoins, avaliados em cerca de 4,3 milhões de dólares.

Apesar do valor impressionante desta transação, ele é apenas uma pequena fração do que se estima estar sob o controle de Nakamoto: cerca de 1,1 milhão de bitcoins, o equivalente a 47 bilhões de dólares.

Embora não haja uma confirmação exata, diversas análises e estudos sugerem que Nakamoto pode ter minerado pelos menos 1 milhão de bitcoins nos primeiros dias da rede.

Essa estimativa baseia-se na análise dos blocos iniciais minerados e no reconhecimento de padrões que indicam a possibilidade de um único minerador, presumivelmente Satoshi, estar por trás desses esforços.

Entretanto, é importante notar que esses bitcoins atribuídos a Satoshi nunca foram movidos ou gastos, levantando questões sobre se ele ainda tem acesso a esses fundos ou se escolheu intencionalmente não usá-los.

A existência e o status desses bitcoins continuam sendo um dos grandes mistérios do mundo das criptomoedas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Últimas notícias