Aplicações em maconha deram mais lucros que investimentos em Bitcoin

Gestora de fortunas explica que investimento na planta é mais seguro que em criptomoeda.

Siga no

Quem decidiu aplicar seus investimentos em maconha em 2018 teve mais rendimentos que aqueles que apostaram no Bitcoin (BTC). Segundo a gestora de fortunas Carol Pepper, o retorno financeiro de investimentos aplicados no cultivo de maconha foram surpreendentes.

O mercado de cannabis sativa, nome científico para a popular maconha, sofreu uma grande expansão nos últimos anos. Em 2018 especificamente, o Canadá abriu suas portas para políticas públicas voltadas ao cultivo e utilização da planta no país. Desse modo, uma nova indústria surgiu movimentando milhões de dólares anualmente. Além do Canadá, alguns estados dos EUA também fazem parte da seleta lista de territórios em que a erva é descriminalizada.

Mercado de criptomoedas caiu enquanto o de maconha cresceu

Enquanto o mercado da cannabis sativa sofreu uma expansão considerável em 2018, o Bitcoin (BTC) viu seu preço despencar no mesmo período. No final de 2017 a criptomoeda quase atingiu US$ 20 mil e terminou no final de 2018 abaixo de US$ 4 mil. Essa queda fez com que muitos perdessem seus investimentos no mercado. Além disso, a capitalização encolheu mais de US$ 600 bilhões em menos de doze meses.

Carol Pepper falou sobre a expectativa do mercado de cannabis sativa. Em entrevista à CNBC, a gestora de fortunas comentou sobre o crescimento de ações de empresas no setor. Enquanto isso, o Bitcoin (BTC) e outras criptomoedas acumularam uma enorme perda no mesmo período em que investidores lucravam com a alta de ações envolvendo empresas do setor da indústria da planta na América do Norte.

“Eu acho que é uma planta fenomenal que está fazendo muito bem para o planeta”.

Com uma indústria multifacetada, a cannabis sativa pode ser ampliada para uma infinidade de utilidades. Dentre elas está a utilização medicinal. Já são vários medicamentos e derivados da planta utilizados em tratamentos medicinais. Com uma gama de setores a ser explorada, essa nova indústria pode ser considerada uma das mais promissoras da atualidade, segundo Pepper.

“As aplicações médicas para a cannabis são surpreendentes. A pesquisa está sendo feita e eu realmente acho que esta é a próxima área de enorme crescimento”.

Ações de empresas do setor cresceram mais de 100% em 2018

Em movimentos contrários, quem aplicou seus investimentos em maconha teve uma grande surpresa. Segundo Carol Pepper, vários fundos de investimentos e ações relacionados à planta tiveram uma enorme valorização. Em alguns casos, houve uma valorização de mais de 100% nas ações de empresas do setor.

A Cronos Group é uma empresa líder no setor de cannabis sativa no Canadá. O país recentemente autorizou a utilização da planta não somente para fins medicinais como para recreativos. Isso fez com que a economia do país sofresse um grande impacto positivo. Por outro lado, alguns investidores apontam para esse emergente mercado como uma nova bolha prestes a estourar.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Evento fala sobre Bitcoin e criptomoedas

Semana do Investidor apresentará as criptomoedas em evento

A Semana Mundial do Investidor 2021, evento que é coorganizado pela CVM no Brasil, apresentará as criptomoedas para a plateia. Temas como educação financeira,...
El Salvador Bitcoin

El Salvador adota o Bitcoin em tempo recorde, mas nada ainda no Brasil

Em um feito histórico, El Salvador adotou o Bitcoin como sua moeda de curso legal juntamente com o dólar. A notícia movimentou a esfera...
Hacker com máscara do Anonymous apontando dedo

Anonymous publica mensagem pró-Bitcoin e anti-Elon Musk

O principal grupo do Anonymous no Twitter publicou nesta terça-feira (15) uma mensagem pró-Bitcoin e anti-Elon Musk. Na publicação, o tom ácido contra o...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias