Corretor de criptomoedas some com dinheiro de investidores

Golpe envolvendo criptomoedas fez pelo menos 12 vítimas em Recife - PE

-

Siga no
Anúncio

Um golpe envolvendo criptomoedas pode ter acontecido em Recife – PE. Mais de R$ 100 mil supostamente foram perdidos por doze vítimas. O caso foi registrado contra o corretor de criptomoedas por um grupo de médicos. O crime ganhou repercussão após várias pessoas procurarem as autoridades para o registro da ocorrência nesta quarta-feira (13).

Aparentemente doze médicos foram enganados por um corretor de criptomoedas. O acusado prometia grandes lucros envolvendo investimento em ativos digitais. As vítimas foram atraídas com a promessa de receberem por investimentos custodiados pelo suspeito de ter cometido o crime. Segundo as autoridades, os investidores alegam que o corretor sumiu sem prestar maiores esclarecimentos.  Sendo assim, um grupo de médicos alega terem perdido mais de R$ 100 mil investidos pelas vítimas em criptomoedas.

Grupo de médicos registrou queixa na última quarta-feira (13)

A investigação deverá ouvir as vítimas após a queixa ser registrada na Delegacia de Combate Estelionato. O acusado atuava oferecendo serviço de custódia em criptomoedas para vários investidores. Sendo assim, com um material repleto de informações, o corretor apresentava planilhas e números relacionados a lucros obtidos através de investimentos em criptomoedas para seus investidores em potencial.

Anúncio

Atraídos pela promessa de lucros expressivos, várias pessoas confiaram no empresário para custodiar seus investimentos em criptomoedas. Desse modo, somente em apenas um dia, 12 queixas foram registradas em Recife – PE e esse número poderá ser ainda maior.

Delegado espera apurar denúncia para atestar golpe

Como a investigação está em sua fase preliminar, as autoridades deverão investigar o caso envolvendo criptomoedas minuciosamente. Sendo assim, segundo a investigação, a promessa era de que os investimentos aconteceriam em Bitcoins (BTC). Porém, as vítimas alegam que perderam o contato com o suspeito. Dessa forma, tudo leva a crer que o grupo de médicos foi vítima de um golpe envolvendo a promessa de investimentos em criptomoedas.

Delegado Falando sobre o possível Crime: Fonte: Globo
Delegado Falando sobre o possível Crime: Fonte: Globo

Para o delegado que acompanha o caso, ainda é cedo para afirmar que tudo seja um golpe. Desse modo, como as investigações começaram há pouco tempo, as autoridades deverão procurar pelo acusado em busca de informações sobre as devidas acusações.

“O que a gente tem aqui são informações de algumas pessoas dizendo que estavam investindo através deste rapaz (Tiago) que funciona como uma espécie de corretor. Fazendo aplicações em criptomoedas, as pessoas davam dinheiro a ele para fazer exatamente esse tipo de investimento”.

Acusado já trabalhava como corretor de criptomoedas há anos no mercado

Em relação a como acontecia a comunicação entre as vítimas e o corretor, o delegado disse que Tiago apresentava planilhas para as suas vítimas. Desse modo, era através desses arquivos que o acusado mantinha os valores de cada uma das vítimas supostamente investidos em Bitcoins (BTC).

“Ele reportava a essas pessoas através de planilhas. Ele dizia o ganho das pessoas, fazia a restituição de dinheiro e operava normalmente”.

Por outro lado, segundo Aires, o corretor já está presente há alguns anos no mercado. A investigação preliminar aponta que Tiago já operava no mercado custodiando investimentos em criptomoedas para terceiros.

“As informações preliminares é que ele já fazia esse tipo de operação há bastante tempo e agora ele simplesmente sumiu”.

As informações iniciais sobre o caso demonstram que o suposto golpe aconteceu apenas em Recife – PE. Porém, outras vítimas poderão surgir, após a investigação concluir que várias pessoas realmente caíram no golpe do corretor de criptomoedas. Para aqueles que foram vítimas do mesmo corretor, uma denúncia poderá ser feita através do Departamento de Repressão aos Crimes Patronais (DEPATRI).

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Ministério da Justiça - Palácio

Ministério da Justiça promove a blockchain no setor público

Na próxima segunda-feira (21), o Brasil acompanha um webinário importante sobre tecnologia. Promovido pelo Ministério da Justiça, a tecnologia blockchain aplicada ao setor público...
Moeda digital Bitcoin em destaque com fundo preto

MPF destaca evento sobre Bitcoin feito pela Interpol

Autoridades de todo o mundo buscam entender mais sobre as criptomoedas e o Bitcoin. Em um evento na próxima semana, feito com apoio da...
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Últimas notícias

MPF destaca evento sobre Bitcoin feito pela Interpol

Autoridades de todo o mundo buscam entender mais sobre as criptomoedas e o Bitcoin. Em um evento na próxima semana, feito com apoio da...

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...