Após halving, preço do Bitcoin deverá ser pelo menos U$ 12 mil, apontou analista

Senão problemas poderão acontecer!

Siga no
Minerador de Bitcoin
Minerador de Bitcoin

De fato o preço do Bitcoin tem tido uma enorme valorização em 2020, porém, segundo um analista, após o halving tem que ser muito maior o movimento de alta.

Isso porque, com o evento esperado para acontecer em maio de 2020, haverá uma pressão sobre os mineradores. Sob forte pressão, muitos poderão desligar suas máquinas de mineração e prejudicar a segurança do Bitcoin, apontou um analista.

O halving do Bitcoin é um evento esperado para acontecer na rede, sempre que 210 mil blocos são encontrados. Para encontrar blocos de Bitcoin, a atividade de mineração precisa funcionar de forma plena.

Contudo, para se minerar Bitcoin é necessário equipamentos e um gasto de energia considerável. Ou seja, a rentabilidade para quem busca essas moedas poderá ser afetada, para bem ou mal, na medida em que menos recompensa por bloco é oferecida.

Valor do BTC deve subir após o halving para manter segurança da rede intacta

Enquanto é considerado um “ouro digital“, o Bitcoin também é encontrado via um processo chamado de mineração. A atividade certamente possui gastos, que devem ser considerados por quem realiza o processo.

O incentivo de se minerar Bitcoin é alto, com a recompensa atual de 12,5 BTCs por bloco encontrado. A quantia de 12,5 BTCs pode ser cotada em cerca de R$ 530 mil, de acordo com o preço do Bitcoin hoje. Isso signinfica que, a cada 10 minutos em média, são encontrados 12,5 moedas, sendo cerca de 1800 por dia (R$ 76 milhões).

Essa taxa de emissão diária de moedas foi definida por Satoshi Nakamoto, quando este criou o Bitcoin. Inicialmente, eram emitidas 50 moedas por bloco, que foram cortadas para 25 com o primeiro halving. Já no segundo halving, o corte para 12,5 foi realizado. A moeda virtual é a primeira a funcionar no mundo de forma “automática”, com as regras já definidas pelo seu código.

Como uma tecnologia, muitas pessoas tentam entender o que está em jogo no ano de 2020, considerado por muitos destaque para o Bitcoin. De fato, o halving é um dos maiores eventos deste ano, que pode ser um dos mais impactantes para o criptomercado.

Como o halving é um mecanismo previamente programado por Satoshi Nakamoto, a cada 210 mil blocos atinge a rede Bitcoin. Em 2020, o terceiro halving irá acontecer na rede, sendo considerado o mais importante até aqui.

Analista faz previsão cautelosa para preço do Bitcoin após maio de 2020

Apesar de sua extrema importância, visto que diminui a inflação do Bitcoin, o halving impacta diretamente os mineradores. Muitos que possuem máquinas antigas poderão sentir os efeitos de uma diminuição na recompensa.

Ou seja, o halving deverá diminuir a atratividade de quem realiza a mineração de Bitcoin, principalmente se for pouco vantajosa no sentido de recompensa. Contudo, caso o preço do Bitcoin continue sua escalada de valorização, pode diminuir este efeito.

Em 2020, o Bitcoin já ultrapassou a marca de U$ 10 mil por unidade, uma alta de 40% no ano. Mesmo assim, para James Todaro, um analista de Bitcoin, a previsão é que preço do Bitcoin deverá ser entre U$ 12 e U$ 15 mil por unidade.

Esse patamar de preços seguraria a queda na recompensa, na visão dos mineradores, tornando a mineração muito atrativa neste ponto. A preocupação de Todaro é que com uma eventual saída de mineradores do espaço, a rede Bitcoin perca uma significativa taxa de hashs.

Os hashs são uma medida de segurança, quanto mais, melhor. Nos últimos meses, a taxa de hashs teve um aumento significativo, batendo recordes crescentes. Com o corte, esperado para maio, a taxa poderia ter uma queda, caso mineradores percam o incentivo. Para Todaro, ou o preço sobe nos próximos meses, ou a rede perde recursos.

Isso sugere que os mineradores provavelmente esperam que o preço do bitcoin suba para níveis mais altos (acima de US $ 12.000 a 15.000 por BTC) ao redor do halving, permitindo que continuem a gerar lucro, ou provavelmente procurarão reduzir os recursos após o corte, resultando em uma taxa de hash que diminui à medida que a lucratividade cai.

Como o preço do Bitcoin é definido por oferta e demanda, a previsão de James Todaro deverá ser acompanhada de perto após o halving. Não há como prever os preços da moeda, mas segundo este especialista, os preços devem ir para cima para manter a rede segura.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Servidores do MPU terão curso sobre criptoativos e blockchain

A Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) vai realizar o curso de aperfeiçoamento “Criptoativos e blockchain para o MPU” para seus servidores....

Regulador dos EUA manda 15 empresas cripto, forex e opções binárias interromperem ofertas

O regulador financeiro do estado de Texas nos EUA ordenou que 15 empresas que oferecem serviços de criptomoedas, forex e opções binárias encerrem suas...
Barragem de Itaipu Binacional

Hidrelétrica Itaipu Binacional dará Bitcoin como premiação em evento

Considerada uma das cinco maiores hidrelétricas do Brasil, a Itaipu Binacional dará Bitcoin como prêmio para participantes de um evento. Apontado como um dos...

Últimas notícias

Regulador dos EUA manda 15 empresas cripto, forex e opções binárias interromperem ofertas

O regulador financeiro do estado de Texas nos EUA ordenou que 15 empresas que oferecem serviços de criptomoedas, forex e opções binárias encerrem suas...

Hidrelétrica Itaipu Binacional dará Bitcoin como premiação em evento

Considerada uma das cinco maiores hidrelétricas do Brasil, a Itaipu Binacional dará Bitcoin como prêmio para participantes de um evento. Apontado como um dos...

Receita Federal dos EUA envia alerta para investidores de Bitcoin

Pelo segundo ano consecutivo a Receita Federal dos Estados Unidos (IRS) enviou para investidores de criptomoedas cartas alertando que eles “Declararam menos criptomoedas do...